07h00 - segunda, 29/10/2018

Estado apoia projecto do zinco em Neves-Corvo

Estado apoia projecto do zinco em Neves-Corvo

O Governo já aprovou a minuta do contrato fiscal de investimento a celebrar entre o Estado, através do AICEP, e a Somincor, proprietária das minas de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, no âmbito do projecto da empresa para a expansão da produção de zinco, avaliado inicialmente em 256 milhões de euros e revisto recentemente para os 270 milhões.
O contrato fiscal de investimento entre o Estado e a Somincor, ainda sem data prevista para a sua formalização, prevê a atribuição à empresa mineira de um crédito fiscal em sede de IRC de 9% e a isenção em sede do Imposto do Selo até ao montante máximo de 16,7 milhões de euros. Por sua vez, através do projecto a Somincor estima a criação de 38 postos de trabalho até 31 de Dezembro de 2021 e a manutenção de todos os actuais postos de trabalho até 31 de Dezembro de 2027.
"Este contrato reveste-se da maior importância para a boa execução do investimento realizado na operação de Neves-Corvo que, como já afirmámos, é um investimento-chave no que respeita à competitividade da Somincor nos mercados internacionais de metais-base", adianta ao "CA" o administrador-delegado da empresa.
Kenneth Norris sublinha que "a dimensão do investimento nesta operação, o maior desde o seu início, representa também a manutenção da Somincor enquanto agente de criação de emprego e gerador de riqueza na região, além do seu peso enquanto contribuinte". Por isso, acrescenta, "este contrato é um sinal claro da solidez e confiança no nosso negócio, o que nos congratula".
O administrador-delegado da Somincor afiança ainda que o projecto do zinco decorre dentro do plano de desenvolvimento delineado pela empresa, "estando em plena fase de construção". "Neste momento, está previsto que a construção esteja concluída até ao fim de 2019", garante Kenneth Norris.
Entretanto, em entrevista ao "Jornal Económico" (JE) publicada nesta sexta-feira, 26, Kenneth Norris revelou que a Somincor vai investigar, até 2023, "a existência de depósitos minerais que possam constituir fontes de cobre, zinco e chumbo numa área de 141 quilómetros quadrados ao redor da actual zona de concessão mineira de Neves-Corvo".
"No quadro do actual conhecimento, é possível desde já reconhecer que a actividade da Somincor tem potencial de prolongar a sua actividade para lá do prazo actual de vida da mina", acrescentou o administrador-delegado da empresa ao "JE".


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 23/01/2019
Delegação da Toyota
visita Castro Verde
Uma delegação da Toyota Europe e Toyota Japan vai estar em Castro Verde nesta quarta-feira, 23, no sentido de conhecer "os desafios e as boas práticas em territórios do interior", como é o caso deste concelho.
07h00 - quarta, 23/01/2019
Câmara de Beja apoia
Centro de Paralisia
A Câmara de Beja estabeleceu um protocolo com o Centro de Paralisia Cerebral de Beja que prevê a atribuição, por parte da autarquia, de um subsídio mensal de mil euros para garantir que crianças do concelho possam beneficiar da actividade de equitação terapêutica.
07h00 - terça, 22/01/2019
CM Castro Verde faz obras na
EB1 de Santa Bárbara de Padrões
Arrancaram no passado mês de Dezembro as obras de construção de uma antecâmara entre os dois edifícios da Escola Básica (EB) 1 de Santa Bárbara de Padrões, promovidas pela Câmara de Castro Verde.
07h00 - terça, 22/01/2019
Estrada entre Beringel e
Peroguarda requalificada
A Câmara de Beja inicia nesta terça-feira, 22 de Janeiro, os trabalhos de requalificação do Caminho Municipal (CM) 1029 entre Beringel e Peroguarda, no troço que se desenvolve no concelho.
07h00 - segunda, 21/01/2019
Conselho consultivo
da CAP reúne em Beja
O auditório da Expobeja, no Parque de Feiras de Exposições de Beja, recebe nesta segunda-feira, 21, durante a manhã, uma reunião do Conselho Consultivo do Alentejo da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP).

Data: 11/01/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial