07h01 - segunda, 11/06/2018

CM Castro Verde ajusta protocolos
por "dificuldades financeiras"

CM Castro Verde ajusta protocolos por "dificuldades financeiras"

As "dificuldades financeiras" da autarquia levaram a Câmara de Castro Verde a aprovar, no final da passada semana, a renovação de protocolos com as juntas de freguesia e com as associações e clubes do concelho.
"Os documentos, agora aprovados, promovem alterações enquadradas no contexto das grandes dificuldades financeiras que a autarquia enfrenta, pelas razões que são conhecidas publicamente", explica o presidente do Município. "Neste contexto, é entendimento do actual executivo que o esforço de redução de despesa tem de ser assumido por todos, de modo solidário, seja nos volumes de aquisição de bens e serviços, na definição de investimentos ou nos apoios financeiros regulares", acrescenta o socialista António José Brito.
O autarca socialista diz mesmo que "esta decisão é indispensável para prosseguir com o esforço de reequilíbrio das finanças da Câmara Municipal que o actual executivo está a implementar em todas as áreas".
"Na verdade, o modelo de gestão definido nos anteriores mandatos criou um quadro incompatível com a actual realidade das receitas municipais e, portanto, torna-se necessário tomar medidas que, sendo muito exigentes e difíceis, são igualmente muito necessárias", frisa.
Nesse sentido, já a partir de 1 de Julho terminam os acordos de cooperação com as juntas de freguesia que contemplavam o pagamento, por parte da Câmara Municipal, de 80% do valor de investimentos e obras a executar pelas juntas.
"Como alternativa, importa sublinhar que foram atempadamente inscritas nas Opções do Plano e Orçamento de 2018 da Câmara Municipal intervenções relevantes em Santa Bárbara de Padrões (construção de jardim na sede de freguesia e requalificação da EB 1 da Sete), em Entradas (construção da casa mortuária) e em São Marcos da Atabueira (construção do pólo da Biblioteca Manuel da Fonseca)", observa António José Brito.
O autarca explica ainda que no caso da União de Freguesias de Castro Verde e Casével o acordo de cooperação "foi cumprido na totalidade" até ao mês de Maio, com a construção do novo Pavilhão Multiusos, "cuja empreitada começou muito antes do final do mandato anterior".
"Refira-se, por outro lado, que a Câmara Municipal aprovou a renovação dos acordos de cooperação e os contratos inter-administrativos com as juntas de freguesia, que contemplam a transferência anual de um total de 323.100 euros: Castro Verde e Casével (145.200 euros); Santa Bárbara de Padrões (84.000 euros); Entradas (55.500 euros) e São Marcos da Atabueira (38.400 euros)", acrescenta o edil castrense.
Também os acordos entre a Câmara de Castro Verde e as associações e clubes foram revistos, estando prevista "uma redução de 12% nos apoios"concedidos pela autarquia.
António José Brito lembra que todas estas organizações tiveram, "consecutivamente, uma redução anual de 5% nos apoios da Câmara Municipal", medida que "não havia sido aplicada em 2018".
O autarca adianta ainda que não foram abrangidas por esta medida, dada "a natureza e especificidade da sua acção em termos sociais e no apoio directo à população mais carenciada", o Cofre Social e Cultural dos Trabalhadores do Município, Bombeiros Voluntários de Castro Verde, Delegação de Castro Verde da Cruz Vermelha Portuguesa, Cercicoa, APADIJ–Associação para Acompanhamento do Desenvolvimento Infantil e Juvenil e todas as instituições de solidariedade social.
"Tendo a noção de que não se trata de uma decisão consensual, importa sublinhar que é necessário o esforço de todos e que haja o conhecimento que neste momento muito complicado das finanças municipais tem de haver bom senso e grande sentido de responsabilidade na compreensão destas medidas agora tomadas", conclui António José Brito.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - domingo, 21/10/2018
Resialentejo promove
igualdade de género
A empresa intermunicipal Resialentejo adjudicou a uma empresa da região a elaboração do Plano para a Igualdade, para ir de encontro à Lei 62/2017, que prevê a representação equilibrada de mulheres e homens na administração de empresas públicas ou cotadas em bolsa.
07h00 - domingo, 21/10/2018
Líder do BE na
Feira de Castro
A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, vai estar neste domingo, 21 de Outubro, em Castro Verde, onde reunirá com os militantes locais e irá visitar a tradicional Feira de Castro, que se realiza neste fim-de-semana.
07h00 - sexta, 19/10/2018
Câmara de Beja vence
prémio de voluntariado
A Câmara Municipal de Beja venceu o prémio "Boas Práticas de Voluntariado", atribuído pela Delegação Regional do Alentejo do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).
07h00 - sexta, 19/10/2018
Mértola apresenta filme
"Guadiana Selvagem"
A Câmara de Mértola promove nesta sexta-feira, 19, no cine-teatro Marques Duque, a apresentação ao público do documentário "Guadiana Selvagem", realizado por Daniel Pinheiro no Parque Natura do Vale do Guadiana.
07h00 - quinta, 18/10/2018
Turma de Beja
sem sete professores
Os 26 alunos de uma turma do sétimo ano da Escola Básica de Santa Maria, em Beja, estão sem professor em sete das 15 disciplinas que constituem a sua matriz curricular desde o início do presente ano lectivo, devido à inexistência de docentes colocados.

Data: 12/10/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial