11h54 - quinta, 21/11/2019

Em nome das novas gerações


Carlos Pinto
Por muito que alguns não o reconheçam, refugiando-se na lenga-lenga de que "antigamente não precisávamos de nada disso", a tecnologia veio para ficar e será cada vez mais determinante nas sociedades do futuro. Seja permitindo novas formas de relacionamento entre as pessoas, seja possibilitando o acesso universal a serviços, seja até optimizando os métodos de produção, as novas tecnologias digitais são hoje uma realidade incontornável, num processo revolucionário em curso imparável e que não conhece, para já, barreiras intransponíveis.
Segundo alguns especialistas, dentro de muito pouco tempo os comandos de programação [0101010…] serão a "língua" mais utilizada no mundo. Através dela tudo será possível e o seu domínio perfeito irá ser sinónimo de "portas abertas" para novas oportunidades, pessoais e profissionais, um pouco à imagem do que é ainda o Inglês nos dias de hoje. Ou seja, aqueles que souberem programar e conjugar algoritmos terão, seguramente, mais e melhores chances de concretizar as suas ambições face aos que não dominam esse conhecimento.
Por tudo isto, desvalorizar o advento das novas tecnologias é uma perda de tempo… e, sobretudo, um erro crasso. Daí que seja urgente que os currícula das escolas despertem para esta realidade, deixando que estas matérias deixem de ser apenas tratadas durante os tempos livres, muitas vezes sem uma lógica com princípio, meio e fim. Esta é uma exigência em nome das novas gerações e, simultaneamente, de uma sociedade que se quer mais igualitária e preparada para o futuro.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quinta, 12/12/2019
Agricultores e PSD contestam
restrições nas agro-ambientais
A Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo (FAABA) e a Distrital de Beja do PSD vieram a público contestar a decisão do Ministério da Agricultura de de restringir os apoios às medidas agro-ambientais a uma medida por beneficiário até ao próximo quadro comunitário.
07h00 - quinta, 12/12/2019
Câmara de Beja vende
nove lotes industriais
A Câmara de Beja concretizou na terça-feira, 10, a venda de nove lotes na Zona de Acolhimento Empresarial Norte para a instalação de equipamentos industrais e de apoio à actividade económica, num montante total de pouco mais de 212 mil euros.
07h00 - quinta, 12/12/2019
Campanha de Natal
no comércio de Mértola
A Câmara de Mértola tem a decorrer, até 6 de Janeiro (dia de Reis), mais uma edição da campanha "Neste Natal compre no comércio local e ganhe prémios", que visa promover, incentivar e dinamizar as compras no comércio local na época natalícia na "vila-museu".
07h00 - quarta, 11/12/2019
Projecto "PlaCarvões"
recebe prémio regional
O projecto "PlaCarvões: De Plásticos a Carvões Activados-Economia circular nos plásticos agrícolas e urbanos", venceu o prémio "Economia Circular nas Instituições Não Empresariais do Alentejo", atribuído pela ADRAL e pela CCDR do Alentejo.
07h00 - quarta, 11/12/2019
"Empregabilidade tem
sido prioridade em Aljustrel"
A empregabilidade e o desenvolvimento económico e social do concelho continuam no topo das prioridades da Câmara de Aljustrel, revela o autarca Nelson Brito em entrevista ao "CA".

Data: 06/12/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial