11h37 - quinta, 03/12/2015

Os 35 anos de Neves-Corvo


Carlos Pinto
A Somincor – Sociedade Mineira de Neves-Corvo assinala em 2015 os 35 anos de actividade. Uma data histórica, redonda, a que o "CA" dá o merecido destaque nesta edição. Afinal, são três décadas e meia de trabalho no subsolo dos concelhos de Castro Verde e de Almodôvar que transformaram Neves-Corvo na maior mina de cobre da Europa. E são também 35 anos que transfiguraram por completo a realidade económica, social e cultural do Campo Branco, que hoje não enfrenta tantos problemas associados à sua interioridade por ter no seu território a maior empresa do Alentejo – o que a maior parte da região estranhamente desconhece e/ou não valoriza, apesar desta movimentar anualmente milhões de euros e garantir emprego a mais de duas mil pessoas!
É esta realidade, acima de tudo, que deve ser sublinhada neste momento. Os concelhos de Castro Verde, Almodôvar, Ourique, até Aljustrel e Mértola, não seriam o que são hoje sem a presença da Somincor. Foi a existência desta empresa que ajudou muitas famílias a encontrarem ganha-pão quando a agricultura entrou em declinou e foi o seu crescimento ao longo dos anos que possibilitou a muitos jovens continuarem a viver nas terras onde nasceram.
Daí que na hora em que se assinala o 35º aniversário da Somincor o momento seja de grandes desafios relativamente ao futuro. E se para a empresa a grande ambição é continuar a desenvolver um negócio sustentável e que se prolongue no tempo, para a região o grande desígnio é, de uma vez por todas, fazer da riqueza gerada por Neves-Corvo a "alavanca" para a criação de actividades alternativas que garantam o seu desenvolvimento económico.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

Data: 17/03/2017
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial