12h35 - quinta, 22/10/2015

Urgência da educação


D. António Vitalino Dantas
De muitos modos e amiúde se aborda o tema da educação, mas nem todos pensam o mesmo, embora usando palavras iguais ou semelhantes. Desde o iluminismo, sobretudo a partir de Rousseau, que se propagou a ideia de que a natureza é boa e a educação corrompe a bondade natural do ser humano. Esta ideia continua subjacente na ideologia do género, quando afirma que a diferença sexual é uma questão da cultura e o ser humano deve ter a liberdade de escolher a sua identidade específica.
Estas ideologias têm contribuído para o desnorte de muita gente, que vive sem saber para onde caminha, experimentando no seu íntimo uma grande solidão, embora rodeado de muitas pessoas, por vezes atropelando-as. Toda esta situação convence-me cada vez mais da necessidade e urgência da educação no sentido da transmissão de princípios e valores estruturantes da personalidade. Mas a transmissão natural e personalizante desses ideais de vida acontece a partir da geração por amor e do interesse afectivo dos progenitores pela criatura gerada. A frieza, a indiferença e o individualismo das relações familiares não favorece o desenvolvimento da personalidade, para a sensação de bem-estar das pessoas e a sua integração harmónica na sociedade.
O Sínodo dos Bispos a decorrer em Roma sobre a vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo está a abordar este tema com muita atualidade. D. Manuel Clemente, Cardeal-Patriarca de Lisboa e um dos participantes portugueses no Sínodo, afirmou que não podemos olhar para os indivíduos isolados, mas para as agregações familiares, quer estejam ou não de acordo com a moral católica. A pastoral da Igreja falha redondamente quando não considera as pessoas praticantes na sua relação fundamental constituída pela família. Foram os nexos familiares que ajudaram a ultrapassar os anos de crise social e económica. Por isso a família é a escola e instituição social mais barata e eficiente. Quando a família falha, degenera em agressividade e violência, as sociedades enfrentam também uma grave crise.
A paixão pela educação tem de contar com a família. As escolas, os sistemas educativos, o Estado precisam de conectar com a família, procurar a sua colaboração e apoiar a sua instituição, para poder cumprir a sua missão. Devem estar ao serviço da família e não vice-versa. Também aqui se aplica o princípio da subsidiariedade, fundamental na doutrina social da Igreja e que, em muitos casos, é posto de parte, como se observa quando se defende a escola estatal como a única pública, sem atender à orientação familiar.



Outros artigos de D. António Vitalino Dantas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - terça, 27/06/2017
Três títulos de ciclismo
para a equipa da Casa
do Benfica de Almodôvar
A equipa de ciclismo Master da Casa do Benfica em Almodôvar garantiu no passado fim-de-semana, 24 e 25 de Junho, três títulos de campeão nacional e viu ainda dois atletas sagrarem-se vice-campeões nacionais.
07h00 - terça, 27/06/2017
Recuperação ambiental
na Mina de S. Domingos
Já estão a decorrer os trabalhos da primeira fase do projecto de recuperação ambiental da Mina de São Domingos, no concelho de Mértola, investimento avaliado em de 3,8 milhões de euros que deverá estar concluído em Agosto do próximo ano.
07h00 - terça, 27/06/2017
Autárquicas: Bloco
apresenta candidatos
em Beja e Serpa
O Bloco de Esquerda (BE) apresenta esta terça-feira, 27 de Junho, os seus candidatos nos concelhos de Beja e de Serpa nas eleições Autárquicas do próximo dia 1 de Outubro.
00h00 - segunda, 26/06/2017
Patinador de Aljustrel
vice-campeão nacional
O patinador Hugo Henriques tem apenas 17 anos, mas já alcançou um dos seus sonhos de menino: subir ao pódio numa prova nacional de patinagem artística.
00h00 - segunda, 26/06/2017
Museu de Beja
vai ser requalificado
A Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) vai avançar com a requalificação do edifício do Convento de Nossa Senhora da Conceição, onde está instalado o Museu Regional de Beja.

Data: 23/06/2017
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial