11h26 - quinta, 10/09/2015

Família: experiência de vida plena


D. António Vitalino Dantas
Muita coisa se poderá dizer e escrever acerca da família, constituída a partir do amor de um homem e uma mulher, amor que dá fruto e se projeta nos filhos e que, para os crentes, se orienta para a sua fonte, Deus criador e salvador, que se manifestou na pessoa e mensagem de Jesus Cristo. Sem esta orientação e projeção o amor humano facilmente se converte em egoísmo refinado.
Como sabemos pelo Evangelho, Jesus não veio para apenas apontar a vontade de Deus a respeito da criação, mas para salvar e curar as feridas da humanidade (Jo 3, 17). Por isso respondeu aos acusadores da mulher adúltera, que queriam que ele aplicasse a lei, pronunciando a sentença de morte, com a observação: quem não tem pecado que atire a primeira pedra. E à mulher, que ficou sozinha, diz: também eu não te condeno. Vai e não voltes a pecar (Jo 8, 1 ss). É esta ternura e perdão de Deus que deve orientar a pastoral da Igreja, mas que também a família a deve viver, para ajudar os seus membros a fazer a experiência de vida plena, apesar das muitas fragilidades a que estão sujeitos.
A ternura nos relacionamentos familiares é a virtude quotidiana que ajuda a superar os conflitos interiores e relacionais, lemos no Documento de preparação para o Sínodo dos Bispos sobre a família, nº 70, e que se vai realizar no próximo mês de outubro. A família é o património fundamental da humanidade e da Igreja, mas está muito fragilizada e desapoiada. Mas ela é a primeira e principal escola da aprendizagem da vida, na diversidade das suas dimensões e relações. Não admira que a Igreja sempre tem voltado as suas atenções para ela e agora o Papa Francisco nos pede para intensificarmos a pastoral das comunidades cristãs, para ajudarmos a que ela possa tornar-se cada vez mais aquilo que é chamada a ser: escola de ternura, da gratuidade, da solidariedade, de amor, de atenção aos outros, de superação do egoísmo individualista, de evangelização e de transmissão dos valores humanos e da fé.



Outros artigos de D. António Vitalino Dantas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 21/07/2017
Crianças acampam
no Politécnico de Beja
Crianças dos oito aos 10 anos participam esta sexta-feira e sábado, dias 21 e 22, na iniciativa "Acampar com Histórias/Noites Happy Readers", no Politécnico de Beja (IPBeja).
00h00 - sexta, 21/07/2017
PSD: Guido Pires
desiste na Vidigueira
"Motivos de ordem pessoal e familiar": foram estas as razões invocadas pelo médico Guido Pires, 64 anos, para desistir da candidatura pelo PSD à Câmara da Vidigueira nas Autárquicas 2017.
00h00 - sexta, 21/07/2017
Porco alentejano vai chegar ao mercado chinês
De Ourique a Pequim vai meio mundo de distância, mas as duas localidades estão agora bem mais "próximas" após o acordo recentemente estabelecido entre os governos de Portugal e da China.
00h00 - sexta, 21/07/2017
Concelho de Odemira
em festa na FACECO
A grande feira do Litoral Alentejano está à porta! Entre esta sexta-feira e domingo, dias 21 a 23 de Julho, a Feira das Actividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira (FACECO) será o "porto de chegada" de milhares de pessoas que, em São Teotónio, não vão perder o melhor do concelho de Odemira, desde a gastronomia ao artesanato, a força dos sectores agro-pecuário e do turismo, as tradições do cante alentejano e os concertos musicais.
00h00 - sexta, 21/07/2017
Presidente da CM Odemira:
"FACECO é local de negócios"
No dia em que começa mais uma edição da FACECO, o presidente da Câmara Municipal de Odemira, José Alberto Guerreiro, revela ao "CA" a mais-valia de um evento que recebe, todos os anos, milhares de visitantes.

Data: 21/07/2017
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial