11h26 - quinta, 10/09/2015

O que queremos ouvir na campanha?


Carlos Pinto
Está à porta mais uma campanha eleitoral. Até dia 4 de Outubro, candidatos e apoiantes dos diversos partidos vão andar de lés-a-lés, de Norte a Sul do país, assumindo compromissos, discutindo propostas, fazendo promessas ou apontando incoerências aos adversários. Serão dias intensos, plenos de informação e contra-informação, com alguns bitaites e uma pontinha de demagogia à mistura. É assim em qualquer campanha.
O distrito de Beja não será excepção a esta realidade. Por cá também passarão os candidatos a primeiro-ministro, uns com mais possibilidades de êxito que outros. Mas o que verdadeiramente deve importar aos baixo-alentejanos será aquilo que os candidatos locais forem dizendo, concelho a concelho, ao longo destes longos dias de política. E há muito para falar, muito para discutir… muito por fazer.
É importante que os candidatos apresentam propostas concretas para evitar o despovoamento do território, o envelhecimento da população e o êxodo de jovens. Propostas concretas para a melhoria da rede de estradas, para a electrificação da ferrovia e para a rentabilização do aeroporto de Beja. Propostas concretas para a consolidação de uma agricultura sustentável na região, seja de regadio, sequeiro ou ligada à pecuária. Propostas concretas que possibilitem a instalação no Baixo Alentejo de agro-indústrias e projectos empresariais criadores de emprego. Propostas concretas em defesa da manutenção (e reforço) dos serviços públicos no distrito, da Saúde à Educação, da Justiça à Segurança Social. Propostas concretas para o crescimento de um turismo que salvaguarde os valores naturais. E mais, muito mais…
É isto que os eleitores do Baixo Alentejo ambicionam. Mais que uma campanha feita de slogans, desejam uma campanha de e com ideias. Porque a região muito necessita disso.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 21/07/2017
Crianças acampam
no Politécnico de Beja
Crianças dos oito aos 10 anos participam esta sexta-feira e sábado, dias 21 e 22, na iniciativa "Acampar com Histórias/Noites Happy Readers", no Politécnico de Beja (IPBeja).
00h00 - sexta, 21/07/2017
PSD: Guido Pires
desiste na Vidigueira
"Motivos de ordem pessoal e familiar": foram estas as razões invocadas pelo médico Guido Pires, 64 anos, para desistir da candidatura pelo PSD à Câmara da Vidigueira nas Autárquicas 2017.
00h00 - sexta, 21/07/2017
Porco alentejano vai chegar ao mercado chinês
De Ourique a Pequim vai meio mundo de distância, mas as duas localidades estão agora bem mais "próximas" após o acordo recentemente estabelecido entre os governos de Portugal e da China.
00h00 - sexta, 21/07/2017
Concelho de Odemira
em festa na FACECO
A grande feira do Litoral Alentejano está à porta! Entre esta sexta-feira e domingo, dias 21 a 23 de Julho, a Feira das Actividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira (FACECO) será o "porto de chegada" de milhares de pessoas que, em São Teotónio, não vão perder o melhor do concelho de Odemira, desde a gastronomia ao artesanato, a força dos sectores agro-pecuário e do turismo, as tradições do cante alentejano e os concertos musicais.
00h00 - sexta, 21/07/2017
Presidente da CM Odemira:
"FACECO é local de negócios"
No dia em que começa mais uma edição da FACECO, o presidente da Câmara Municipal de Odemira, José Alberto Guerreiro, revela ao "CA" a mais-valia de um evento que recebe, todos os anos, milhares de visitantes.

Data: 21/07/2017
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial