00h27 - sábado, 06/04/2013

Cavaco Silva inaugurou
nova refinaria em Sines

Cavaco Silva inaugurou nova refinaria em Sines

Cavaco Silva desafia os empresários portugueses a investirem no país como a GALP, que inaugurou uma nova refinaria em Sines, avaliada em 1,4 mil milhões de euros.
"Acabámos de inaugurar o maior projecto industrial alguma vez feito no nosso país: a nova refinaria de Sines, uma das mais avançadas tecnologicamente de toda a Europa", disse o Presidente da República esta sexta-feira, 5, durante a cerimónia de inauguração da nova refinaria.
"É um sinal de confiança na economia portuguesa e eu espero que este projecto estimule outros empresários a avançarem nas suas decisões de investimento", acrescentou Cavaco Silva.
O Presidente da República salientou o facto de, com esta nova unidade industrial, "Portugal passar a ser um exportador de gasóleo".
"Este investimento vai contribuir para a redução dos desequilíbrios que acumulámos ao longo de décadas nas nossas contas externas", frisou.
Segundo o presidente executivo da GALP, Ferreira de Oliveira, a entrada em funcionamento desta nova unidade industrial não significa que Portugal passe a ter gasóleo mais barato.
"Os preços à saída da refinaria são definidos, não pela GALP Energia, mas pelo equilíbrio da oferta e da procura no mercado internacional", explicou.
"Se vendêssemos produto à saída da refinaria mais caro do que os preços internacionais, ninguém nos comprava porque importaria. Se vendêssemos mais barato, não tínhamos produto para o mercado nacional porque os traders nos compravam todo o crude. Portanto, temos que vender aos preços internacionais".
Ferreira de Oliveira reconheceu que a única maneira de fazer baixar os preços dos combustíveis seria através da regulação administrativa, salientando, no entanto, que teria de ser um "preço regulado através dos impostos".
O investimento da GALP em Sines consistiu na construção de uma nova unidade de hidrocraqueamento de gasóleo pesado para a produção de gasóleo e de jet.
Esta unidade permitirá um aumento da produção de gasóleo através da conversão profunda de fracções mais pesadas das ramas.
Foi ainda construída uma unidade de steam reformer para produção de hidrogénio e uma unidade de recuperação de enxofre dos gases produzidos.
As novas instalações ocupam uma área de 28 hectares no complexo da refinaria de Sines, a principal refinaria de Portugal, com uma capacidade de destilação de cerca de 220 mil barris por dia, ou seja, cerca de 70% da capacidade de refinação nacional.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
00h00 - domingo, 15/10/2017
Adega da Vidigueira
lança vinho de talha
A Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito (ACV) vai lançar um vinho de talha produzido exclusivamente a partir de uvas provenientes de vinhas centenárias existentes na freguesia de Vila Alva (Cuba).
07h00 - terça, 10/10/2017
São Teotónio vai
receber central solar
A Câmara e a Assembleia Municipal de Odemira aprovaram, por unanimidade, a Declaração de Projecto de Relevante Interesse Municipal para a criação de uma central fotovoltaica no concelho.
07h00 - sexta, 06/10/2017
ACPA cria agrupamento de produtores
Facilitar a comercialização de animais e garantir melhores condições na aquisição de adubos, rações e outros factores de produção são dois dos objectivos do PACOOP/ Agrupamento de Produtores de Porco Alentejano e Outras Espécies Pecuárias, CRL.
07h00 - quarta, 04/10/2017
Segundo dia de greve na mina de Neves-Corvo
Decorre nesta quarta-feira, 4, o segundo dia de greve dos trabalhadores das minas de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, para reivindicar, entre outros objectivos, "o fim do regime de laboração contínua no fundo da mina" e a "humanização dos horários de trabalho".
13h09 - terça, 03/10/2017
Adesão de 17% à greve em Neves-Corvo, avança Somincor
Cerca de 17% dos trabalhadores das minas de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, aderiram à greve de quatro dias convocada pelo STIM e que se iniciou às 6h00 desta terça-feira, 3 de Outubro, adianta ao "CA" fonte oficial da Somincor.

Data: 13/10/2017
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial