07h00 - terça, 07/07/2020

Estudo confirma
impactos da apanha
nocturna de azeitona

Estudo confirma impactos da apanha nocturna de azeitona

Um estudo sobre os impactos das culturas intensivas e super-intensivas de olival em áreas de regadio confirma que a prática de colheita mecânica nocturna de azeitonas nos olivais super-intensivos conduz à perturbação e mortalidade de aves, revela o Ministério do Ambiente.
Segundo fonte ministerial, o estudo do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV) elaborado para o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) "indica que a apanha mecânica nocturna em olivais super-intensivos provoca de forma significativa a mortalidade de aves e que as medidas de mitigação testadas, concretamente os processos de espantamento ensaiadas, se revelaram ineficazes".
"Com base nos dados agora conhecidos, o ICNF alerta que a continuidade da prática da apanha mecânica nocturna em olival será alvo de acção sancionatória nos termos da lei", acrescenta o Ministério do Ambiente, revelando que, "neste enquadramento, o ICNF vai intensificar as acções de fiscalização durante os meses de Outubro de 2020 a Março de 2021, no sentido de assegurar que não ocorre qualquer prática que possa promover a mortalidade de aves, designadamente a apanha nocturna de azeitona".
Tal como o "CA" avançou nesta segunda-feira, 6, CAP, Confragri, Casa do Azeite e Olivum-Asociação de Olivicultores do Sul já decidiram suspender a colheita nocturna mecanizada da azeitona na próxima campanha, a iniciar em Outubro.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 07/08/2020
CM Aljustrel apresenta contributos
para Plano de Recuperação Económica
A Câmara de Aljustrel já entregou os seus contributos para o Plano de Acção no âmbito da estratégia para o Plano de Recuperação Económica de Portugal (PREP) 2020-2030, delineado por António Costa da Silva a pedido do Governo.
07h00 - quinta, 06/08/2020
SOMINCOR:
40 anos que mudaram o
concelho de Castro Verde
A 24 de Julho de 1980 o concelho de Castro Verde (e arredores) mudou para sempre.
15h00 - sábado, 01/08/2020
EPOS aposta na formação
dos seus trabalhadores
A Empresa Portuguesa de Obras Subterrâneas (EPOS), em parceria com o Centro Qualifica de Almodôvar, desenvolveu nos últimos meses mais um projecto de desenvolvimento de competências dos seus trabalhadores.
07h00 - terça, 28/07/2020
Câmara de Almodôvar apoia empresas locais
O presidente da Câmara de Almodôvar faz um balanço "extremamente positivo" do Programa de Apoio do Tecido Empresarial do Concelho de Almodôvar (PATECA), lançado no início de Maio para fazer face aos prejuízos causados pela pandemia da Covid-19 na economia local.
07h00 - sexta, 24/07/2020
Somincor: 40 anos
que mudaram
Castro Verde
A 24 de Julho de 1980 o concelho de Castro Verde (e arredores) mudou para sempre.

Data: 07/08/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial