07h00 - quinta, 04/06/2020

Câmara de Almodôvar
apoia empresários locais

Câmara de Almodôvar apoia empresários locais

Lançado há poucas semanas pela Câmara Municipal local, o novo Programa de Apoio ao Tecido Empresarial do Concelho de Almodôvar (PATECA) já aprovou apoios na ordem dos 55 mil euros. Os números são adiantados pelo presidente da autarquia, que em declarações ao "CA" faz um balanço positivo da iniciativa.
"De uma maneira geral, sentimos que é um contributo enorme para todos aqueles que com esta crise sofreram algumas consequências financeiras", frisa o edil. "De facto, sentimos orgulho por a Câmara de Almodôvar poder contribuir para a mitigação desta crise económico-social provocada pela Covid, pelo menos no tecido empresarial do concelho", acrescenta António Bota.
O PATECA tem uma dotação de 250 mil euros para apoio a fundo perdido às empresas locais, mas segundo António Bota o apoio da Câmara de Almodôvar à economia local neste tempo de pandemia não se fica por este programa.
"Já implementámos algumas ideias até agora, nomeadamente o não pagamento de água até aos quatro metros cúbicos, a autorização aos cafés e restaurantes para o aumento de esplanadas, e alguns apoios no sentido de fazer chegar equipamentos de protecção individual aos comerciantes", revela.
A par disto, continua o autarca almodovarense, está previsto um novo programa de apoio ao comércio local, através de vouchers, "para que as pessoas gastem no comércio local". "Queremos que os nossos comerciantes se sintam não só protegidos pela autarquia local, mas também que sintam vontade e motivação de continuar a trabalhar e fazer parte do micro-empreendedorismo do concelho", justifica António Bota.
Os efeitos e as implicações da pandemia no dia-a-dia têm sido um grande desafio, assume o presidente da Câmara de Almodôvar.
"A vida de um autarca nestes dois meses não é nada que esteja escrito ou que seja comparável com nenhuma situação anterior. É uma situação completamente anómala e que nos deixou a todos um bocadinho incrédulos", afiança António Bota ao "CA", considerando que este "tem sido um desafio novo para todo o concelho, para todo o país e para todo o mundo".
Ainda assim, refere Bota, "o executivo municipal e os colaboradores da Câmara de Almodôvar têm tido a capacidade de executar medidas, apoios e acções no sentido de mitigar os impactos e minimizar as probabilidades da propagação da pandemia".
"Sentimos que estamos a fazer o que era necessário ser feito. Todas as medidas foram tomadas com consciência e todas voltaria a ser tomadas por mim, caso houvesse essa necessidade", conclui o edil almodovarense.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quinta, 09/07/2020
Tecnologia 4G chega
à mina de Neves-Corvo
A mina de Neves-Corvo, situada no concelho de Castro Verde, será uma das primeiras em todo o mundo a dispor, ao longo dos seus mais de 90 quilómetros de túneis no subsolo, da tecnologia 4G/LTE (Long Term Evolution), que permitirá uma maior segurança operacional, o aumento da eficiência e de produtividade e a redução de custos na sua operação.
07h00 - terça, 07/07/2020
Estudo confirma
impactos da apanha
nocturna de azeitona
Um estudo sobre os impactos das culturas intensivas e super-intensivas de olival em áreas de regadio confirma que a prática de colheita mecânica nocturna de azeitonas nos olivais super-intensivos conduz à perturbação e mortalidade de aves, revela o Ministério do Ambiente.
07h00 - segunda, 06/07/2020
Apanha nocturna
de azeitona suspensa
A associação Olivum, a CAP, a CONFAGRI e a Casa do Azeite selaram um acordo visando a suspensão voluntária e temporária da colheita nocturna mecanizada de azeitona com efeitos imediatos.
08h00 - sábado, 27/06/2020
Estudo preliminar da variante
à vila de Aljustrel aprovado
A empresa Infra-estruturas de Portugal (IP) já aprovou o estudo preliminar relativo à construção da variante norte à vila de Aljustrel, revela ao "CA" fonte oficial da autarquia mineira.
07h00 - sexta, 26/06/2020
Tecnologia 4G
vai chegar à mina
de Neves-Corvo
A mina de Neves-Corvo, situada no concelho de Castro Verde, será uma das primeiras em todo o mundo a dispor, ao longo dos seus mais de 90 quilómetros de túneis no subsolo, da tecnologia 4G/LTE (Long Term Evolution), que permitirá uma maior segurança operacional, o aumento da eficiência e de produtividade e a redução de custos na sua operação.

Data: 10/07/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial