07h00 - sexta, 25/10/2019

Olivicultores pedem
audiência "urgente"
no Parlamento

Olivicultores pedem audiência "urgente" no Parlamento

A Olivum-Associação de Olivicultores do Sul, com sede em Beja, pretende que seja agendada uma "audiência urgente" da Comissão Parlamentar de Agricultura, por forma a "discutir de forma construtiva o futuro do sector". "O objectivo é salvaguardar as melhores práticas que permitam a protecção do meio-ambiente que serve de sustento a todos os olivicultores", sublinha a Olivum em comunicado enviado ao "CA".
De acordo com a mesma fonte, a associação "tem-se mostrado sempre disponível para colaborar com todas as entidades públicas e privadas, de forma a evitar a perturbação dos eco-sistemas associados ao olival, bem como para sensibilizar os seus associados para as melhores práticas ambientais de colheita da azeitona".
Por isso mesmo, continuam a Olivum, foram solicitadas reuniões ao Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), Instituto de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo e outras organizações da fileira, "de forma a recolher informação sobre os meios aconselhados de prevenção e atenuação dos possíveis impactos dos trabalhos de colheita, designadamente no que se refere à apanha mecanizada nocturna".
"Tendo conhecimento que estão em curso estudos científicos independentes no sentido de avaliar os reais impactos da colheita mecanizada nocturna e os seus efeitos na avifauna, a Olivum recomendou a todos os associados, através de circular enviada a 11 de Outubro, a suspensão voluntária deste tipo de actividade na campanha de 2019", frisa a associação, que a 17 de Outubro assinou, com a CAP, Confagri e Casa do Azeite, "uma proposta de acordo sectorial relativo à colheita nocturna no olival, onde se recomenda também, a suspensão temporária e voluntária da colheita nocturna, sempre que surja risco de impacto negativa na avifauna".
"A Olivum acredita que é muito importante construir um conhecimento seguro e fundamentado acerca dos impactos que a colheita nocturna mecanizada pode ter sobre a avifauna que pernoita nos olivais e sobre eventuais medidas de salvaguarda que deverão ser adoptadas no futuro", continua a associação, considerando serem "precipitadas e sem valor científico as acusações avulsas que estão a ser feitas por algumas associações ambientalistas" ao sector.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
10h00 - sábado, 16/11/2019
Odemira e Aljezur
contestam novas
regras no PR Mira
As câmaras municipais de Odemira e de Aljezur assumiram uma posição conjunta relativamente ao novo regime especial transitório relativo ao Perímetro de Rega do Mira, aprovado pelo Conselho de Ministros e já em vigor.
07h00 - quarta, 13/11/2019
PCP defende
reabertura do ramal
ferroviário de Aljustrel
O PCP pretende saber se o Governo está disponível para implementar um plano de reactivação do ramal ferroviário de Aljustrel, tendo em vista a actividade mineira no concelho.
07h00 - sexta, 08/11/2019
Empreendedorismo
jovem promovido
em Castro Verde
O InCastro-Centro de Ideias e Negócios de Castro Verde recebe nesta sexta-feira, 8, um workshop sobre empreendedorismo jovem, dinamizado no âmbito do projecto "GROW UP-Aprender a Empreender".
07h00 - segunda, 04/11/2019
José Duarte Albino: médico, gestor e muito mais!
Apesar de ter passado 55 anos como presidente da Caixa Agrícola de Aljustrel e Almodôvar, José Duarte Albino só foi gestor executivo a tempo inteiro no banco a partir de 2004.
07h00 - segunda, 04/11/2019
José Duarte Albino
liderou Caixa de Aljustrel
durante 55 anos
Foi num final de tarde quente no passado mês de Julho que José Duarte Albino, de 92 anos, se despediu da presidência da administração da Caixa Agrícola de Aljustrel e Almodôvar.

Data: 08/11/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial