07h00 - quinta, 11/07/2019

Manuel Batista liderou
FC São Marcos 31 anos

Manuel Batista liderou FC São Marcos 31 anos

Manuel Batista ajudou a fundar o FC São Marcos em 1988 e presidiu sempre o clube do concelho de Castro Verde desde então, num percurso de 31 anos que chegou recentemente ao fim e que foi reconhecido pela AF Beja com a atribuição do estatuto de "sócio de mérito".

Foi distinguido, durante a Gala dos Campeões 2018-2019, como sócio de mérito da Associação de Futebol de Beja (AFB). Que representa esta distinção para si?
Um grande orgulho! Quando chegamos a uma altura destas e a Associação reconhece o trabalho que foi feito durante estes 31anos é porque, se calhar, merecia isto.

Mais que as conquistas desportivas do clube, sente que esta distinção premeia, sobretudo, a sua dedicação ao associativismo?
Penso que sim! Num clube tão pequeno não é fácil ganhar muita coisa e durante muitos anos foi-se trabalhando, sempre com muito pouca gente e com algumas dificuldades. Fui continuando porque não havia ninguém que aparecesse e eu não queria que isto acabasse. Mas agora pensei que, aparecesse ou não alguém, não iria continuar mais. Já o tinha comunicado à AFB e eles acharam por bem condecorar-me como sócio de mérito. Para mim é um grande orgulho ter representado o FC São Marcos este tempo todo.

Fundou o FC São Marcos em 1988 e esteve 31 anos na presidência, entre 1988 e 2019. Que memórias ficam destas três décadas?
Muitas coisas boas [risos]… Sacrifiquei a minha vida pessoal e profissional por amor a esta causa! Gosto de desporto, sempre gostei, vivo isto do princípio ao fim, de dia e noite. É por isso que foi difícil de deixar, mas um dia tinha de ser e achei que esta era a altura ideal. Tinha que sair e ainda bem que alguém surgiu. Fico imensamente satisfeito e espero que continuem o trabalho que nós desenvolvemos até aqui. Pelo menos que não deixem acabar o clube, isso já me deixava satisfeito!

Manter o clube activo já é, por si só, um grande desafio, não é?
Claro que sim, pois vai morrendo tudo nas terras pequenas. Já fechou a escola e se fechassem o clube era mais uma "machadada" para a freguesia. Qualquer dia fecham a freguesia e com este jeito ainda vamos ser um deserto… Por isso, ainda bem que apareceu alguém.

Nestes 31 anos de presidência qual o momento mais marcante?
Tive muitas coisas boas… Quando subimos à 1ª divisão [distrital], quando fomos à final da Taça do Distrito e à Taça de Portugal… O ano passado subimos à 1ª divisão, ganhámos a Taça de Honra… Ou seja, tivemos momentos bons mas também tivemos alguns mais ruins. Mas tivemos grandes equipas, grandes jogadores, jogadores com a qualidade que se calhar nunca passaram por clube nenhum do distrito de Beja – está bem que já estavam em fim de carreira, mas é sempre um orgulho ter gente dessa dentro do nosso clube. Ganhámos alguma coisa com isso, prestigiámos o futebol distrital, fizemos tudo para que o FC São Marcos fosse visto além-fronteiras – e até nos chamaram de "galácticos" de São Marcos da Atabueira [risos]. Tudo isto foi para mim um grande orgulho e ainda bem que eles passaram por cá, hoje são grandes amigos do clube. Além do mais, nunca tive problemas com nenhum clube do concelho, sempre me dei com toda a gente, com a Associação igual…

Nestes 31 anos ficou alguma coisa por fazer?
Fica sempre qualquer coisa. Gostaria que o FC São Marcos tivesse um relvado sintético, mas não foi possível… Paciência! Fica muita coisa por fazer, fica sempre. Em tantos anos podia-se ter feito mais qualquer coisa, mas os apoios também são fracos, para trabalhar nas direcções também nunca são muitos… A vida é assim!


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
10h00 - sábado, 16/11/2019
Odemira e Aljezur
contestam novas
regras no PR Mira
As câmaras municipais de Odemira e de Aljezur assumiram uma posição conjunta relativamente ao novo regime especial transitório relativo ao Perímetro de Rega do Mira, aprovado pelo Conselho de Ministros e já em vigor.
07h00 - quarta, 13/11/2019
PCP defende
reabertura do ramal
ferroviário de Aljustrel
O PCP pretende saber se o Governo está disponível para implementar um plano de reactivação do ramal ferroviário de Aljustrel, tendo em vista a actividade mineira no concelho.
07h00 - sexta, 08/11/2019
Empreendedorismo
jovem promovido
em Castro Verde
O InCastro-Centro de Ideias e Negócios de Castro Verde recebe nesta sexta-feira, 8, um workshop sobre empreendedorismo jovem, dinamizado no âmbito do projecto "GROW UP-Aprender a Empreender".
07h00 - segunda, 04/11/2019
José Duarte Albino: médico, gestor e muito mais!
Apesar de ter passado 55 anos como presidente da Caixa Agrícola de Aljustrel e Almodôvar, José Duarte Albino só foi gestor executivo a tempo inteiro no banco a partir de 2004.
07h00 - segunda, 04/11/2019
José Duarte Albino
liderou Caixa de Aljustrel
durante 55 anos
Foi num final de tarde quente no passado mês de Julho que José Duarte Albino, de 92 anos, se despediu da presidência da administração da Caixa Agrícola de Aljustrel e Almodôvar.

Data: 22/11/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial