07h00 - segunda, 24/06/2019

Cooperativa Barro e Xisto de Aljustrel vai fechar

Cooperativa Barro e Xisto de Aljustrel vai fechar

Está decidido: a Cooperativa Agrícola Barro e Xisto de Aljustrel, com sede na vila mineira, vai fechar portas. Apesar de não estar prevista a extinção, a instituição vai suspender a sua actividade muito em breve, face à redução acentuada na prestação de serviços e por forma a evitar que tal se traduza na acumulação de dívidas, revela ao "CA" o presidente da Direcção da entidade.
"A situação está muito complicada e posso dizer, com muita tristeza, que vamos ter de fechar! Está decidido pela Direcção e vamos fechar, não extinguir a cooperativa", adianta Romão Mestre, de 63 anos. "É fechar para aliviar as despesas, porque não queremos ficar a dever a este ou àquele. E antes que isso venha a acontecer, estamos a dar um passo em frente", acrescenta este agricultor.
De acordo com Romão Mestre, a sua direcção está em funções há 12 anos e tem sempre batalhado para a cooperativa "não fechar", dando emprego a duas pessoas e mantendo em funcionamento os serviços de apoio aos agricultores (em matéria de candidaturas e outras questões burocráticas), a comercialização de factores de produção e o armazenamento de cereais nos silos da antiga EPAC. Mas tudo tem um fim e o da Cooperativa Barro e Xisto de Aljustrel está para breve.
"Temos mesmo que fechar, pois temos que acabar com as despesas. E a única maneira é fechar", afiança o presidente da cooperativa, garantindo que a actual direcção conta "ficar com tudo pago". Além do mais, continua Romão Mestres, "não extinguimos a cooperativa e até pode haver alguém que queira dar continuidade a isto. Se isso acontecer, terá o meu apoio e de nós todos".
Com cerca de 40 associados, a Cooperativa Barro e Xisto de Aljustrel está mais vocacionada para a agricultura de sequeiro e a pecuária, acabando por ser penalizada pelo crescimento acentuado do regadio no concelho. "Muita gente tem vendido as suas terras e ao venderem as suas terras deixam de utilizar os nossos serviços", explica Romão Mestre.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - segunda, 22/07/2019
Câmara de Castro Verde lança
programa de ocupação de jovens
Arranca nesta segunda-feira, 22 de Julho, o "Castro Jovem", programa de ocupação municipal temporária de jovens do concelho de Castro Verde que vai decorrer até ao próximo mês de Outubro.
07h00 - segunda, 22/07/2019
FACECO 2019
recebeu cerca de
30 mil visitantes
Cerca de 30 mil pessoas passaram neste fim-de-semana, 19 a 21 de Julho, pela FACECO-Feira das Actividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira, em São Teotónio, que terminou com balanço muito positivo.
07h00 - sexta, 19/07/2019
Ourique recebeu
comandante da ANPC
O comandante da Autoridade Nacional da Protecção Civil (ANPC), coronel José Manuel da Costa, visitou nesta quinta-feira, 18, o Centro de Meio Aéreos de Ourique e o quartel dos Bombeiros Voluntários locais.
07h00 - sexta, 19/07/2019
Ministro do Ambiente no distrito de Beja
O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, realiza nesta sexta-feira, 19, um roteiro dedicado à água no distrito de Beja, passando pelos concelhos de Beja, Aljustrel e Odemira, além de Santiago do Cacém.
15h58 - quinta, 18/07/2019
Detido com 329 doses de heroína em Castro Verde
Um homem com 52 anos foi detido "em flagrante delito" nesta quinta-feira, 18, pela GNR em Castro Verde, pelo crime de tráfico de estupefacientes, tendo em sua posse 329 doses de heroína.

Data: 12/07/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial