13h34 - terça, 18/06/2019

Detido pela GNR por lenocínio no concelho de Ourique

Detido pela GNR por lenocínio no concelho de Ourique

Um homem de 59 anos vai aguardar julgamento em prisão preventiva, depois de ter sido detido pela GNR no concelho de Ourique pela alegada prática dos crimes de lenocínio, auxílio à imigração ilegal, detenção de arma proibida, fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais.
Fonte da GNR adianta ao "CA" que a detenção ocorreu no final da passada semana, no seguimento de uma investigação que incluiu 12 mandados de busca, "três domiciliárias e nove não domiciliárias, entre as quais, uma a um escritório de contabilidade com sede na região do Algarve, uma a um terreno em construção e sete a veículos".
Na sequência das buscas a GNR apreendeu 10.870,77 euros em numerário, sete veículos automóveis, um sistema de vídeo-vigilância, uma espingarda pressão de ar, uma arma branca e diversas notas dos países África do Sul, Brasil, EUA e Roménia, além de 2.911 preservativos, 130 embalagens de gel lubrificante, telemóveis, computadores, tablets e dispositivos móveis de armazenamento de dados.
"Foram ainda apreendidos milhares de cartões de consumo e de publicidade alusiva ao local onde se praticavam os crimes, bem como talões de depósitos em contas bancárias, livros de facturação e de guias de transporte, bem como, talões de fecho de caixa", acrescenta GNR.
A mesma fonte adianta ainda que foram igualmente identificadas 15 mulheres de várias nacionalidades, com idades compreendias entre os 23 e os 50 anos. "Três delas, por se encontrarem em situação ilegal em território nacional, foram notificadas para abandonar o país no prazo de 20 dias e, outras duas, por se encontrarem em situação irregular, foram notificadas para comparecer no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras", explica a Guarda.
O detido, já com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crimes, foi presente ao Tribunal Judicial da Comarca de Ourique no sábado, 15, e ficou sujeito à medida de coacção de prisão preventiva, sendo que o local onde os crimes eram praticados ficou interdito.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
10h00 - sábado, 16/11/2019
Odemira e Aljezur
contestam novas
regras no PR Mira
As câmaras municipais de Odemira e de Aljezur assumiram uma posição conjunta relativamente ao novo regime especial transitório relativo ao Perímetro de Rega do Mira, aprovado pelo Conselho de Ministros e já em vigor.
07h00 - quarta, 13/11/2019
PCP defende
reabertura do ramal
ferroviário de Aljustrel
O PCP pretende saber se o Governo está disponível para implementar um plano de reactivação do ramal ferroviário de Aljustrel, tendo em vista a actividade mineira no concelho.
07h00 - sexta, 08/11/2019
Empreendedorismo
jovem promovido
em Castro Verde
O InCastro-Centro de Ideias e Negócios de Castro Verde recebe nesta sexta-feira, 8, um workshop sobre empreendedorismo jovem, dinamizado no âmbito do projecto "GROW UP-Aprender a Empreender".
07h00 - segunda, 04/11/2019
José Duarte Albino: médico, gestor e muito mais!
Apesar de ter passado 55 anos como presidente da Caixa Agrícola de Aljustrel e Almodôvar, José Duarte Albino só foi gestor executivo a tempo inteiro no banco a partir de 2004.
07h00 - segunda, 04/11/2019
José Duarte Albino
liderou Caixa de Aljustrel
durante 55 anos
Foi num final de tarde quente no passado mês de Julho que José Duarte Albino, de 92 anos, se despediu da presidência da administração da Caixa Agrícola de Aljustrel e Almodôvar.

Data: 22/11/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial