07h00 - quinta, 28/03/2019

Hotel de cinco estrelas vai nascer em Ourique

Hotel de cinco estrelas vai nascer em Ourique

Em meados do século XX a herdade da Torre Vã, no concelho de Ourique, chegou a ser considerada "a exploração agrícola mais bem montada" da região, mas o seu futuro vai passar pelo turismo. Tal como o "CA" tinha adiantado na sua edição de 25 de Janeiro deste ano, a herdade vai acolher uma unidade turística de cinco estrelas, num investimento promovido pela empresa Turivã, propriedade da Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI), que adquiriu a Torre Vã em 2017.
Segundo apurou o "CA", o projecto já foi licenciado pela Câmara Municipal de Ourique e alvo de uma candidatura ao Portugal 2020. De momento estão a ser preparados os projectos de especialidade, não existindo ainda uma data para o início das obras ou sequer uma perspectiva exacta do investimento a realizar, que ainda assim deve rondar "alguns milhões de euros".
"Isto avança passo a passo e nós queremos dar passos seguros. Vamos ver o que é possível em cada momento", afiança o presidente do conselho de administração da Turivã (e presidente da SPI). "As coisas estão a andar de forma positiva, mas há um caminho ainda grande a percorrer", acrescenta Augusto Medina.
O projecto turístico da Herdade da Torre Vã prevê a reabilitação do património existente e a reconversão e valorização da área agrícola envolvente, ideia que está a ser desenvolvida pelos arquitectos João Mendes Ribeiro e André Tavares. Está prevista a criação de diferentes tipos de unidades de alojamento, num total de 88 camas divididas por 27 quartos duplos, duas suites, cinco moradias T1 e cinco moradias T2.
A envolvente ao hotel incluirá seis hectares de vinha, 6,5 hectares de olival, 1,4 hectares de amendoal, dois hectares de prado e um hectare de jardim com plantas aromáticas e pomar. Serão igualmente mantidos os 27 hectares de montado já existentes.
"O que queremos é que no projecto turístico tenhamos uma dignificação e valorização do pré-existente, que queremos recuperar na sua essência. E depois queremos um projecto muito alicerçado nas realidades positivas da região onde o projecto está localizado", revela Augusto Medina.
A par de tudo isto, a "nova" Herdade da Torre Vã contará ainda com adega e espaço para degustação e provas de vinhos, picadeiro e cavalariças, restaurante, piscina, court de ténis, spa & wellness center e, como grande novidade, um "Innovation Hub". Trata-se de um espaço polivalente e equipado com tecnologias de vanguarda, concebido para a promoção da criatividade, da experimentação e da inovação.
"Queremos dar evidência à inovação, porque a 'empresa-mãe' da Turivã é a SPI e pensamos que há aqui um conjunto de conhecimentos e experiências sobre inovação que podem ser aportados a um projecto como este", justifica Augusto Medina.
Outra das características do Hotel da Torre Vã é o facto de estar a ser concebido visando a sua certificação como eco-hotel (reconhecida pela UNESCO e pela Organização Mundial do Turismo), o que permitirá traduzir as preocupações dos promotores com a sustentabilidade ambiental, eficiência energética e economia circular.
Tudo isto, garante Augusto Medina, está a ser desenvolvido para agradar a vários tipos de clientes. "Haverá uma aposta numa combinação de clientes internacionais com clientes nacionais. E esperamos que o hotel ofereça um conjunto de experiências que o possam tornar num destino atraente para gente diversa, desde famílias e casais sem filhos a empresas", adianta o presidente da Turivã, que conclui: "Este é um projecto integrado que poderá valorizar o território".


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 05/06/2020
Demissão na
Câmara de Mértola
O chefe do Gabinete de Apoio aos Eleitos na Câmara de Mértola, Luís Madeira, deixou de exercer funções, depois de decisão judicial ter decretado a incompatibilidade deste cargo com o de presidente da Junta de Freguesia local.
07h00 - sexta, 05/06/2020
CDU de Beja preocupada
com caminhos rurais
Os vereadores da CDU eleitos na Câmara de Beja manifestaram publicamente a sua preocupação com "a instalação de culturas intensivas desordenadas" e a utilização de caminhos rurais "de modo desregrado" no concelho.
07h00 - sexta, 05/06/2020
Combate ao analfabetismo
é prioridade para a APEFA
Combater a elevada taxa de analfabetismo que ainda se regista no Alentejo é uma das grandes prioridades traçadas pelo novo delegado regional do Baixo Alentejo e Algarve da Associação Portuguesa de Educação e Formação de Adultos (APEFA).
07h00 - sexta, 05/06/2020
Odemira vai premiar reabilitação urbana
A Câmara de Odemira tem a decorrer a primeira edição do Prémio de Reabilitação Urbana do Município de Odemira (PRUMO), criado no âmbito do Odemira Reabilita-Programa de Incentivos à Reabilitação do Património Edificado e que visa "distinguir obras nas áreas de reabilitação urbanas, que representem um exemplo de qualidade arquitectónica e contribuam para a valorização do património edificado do concelho".
07h00 - quinta, 04/06/2020
CEBAL vai contratar
quatro novos doutorados
O Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo (CEBAL), com sede em Beja, viu aprovada a candidatura ao programa Alentejo 2020 para a contratação de quatro doutorados na área da Transferência de Tecnologia.

Data: 29/05/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial