07h00 - sexta, 22/02/2019

Somincor com lucro de 75,3 milhões em 2018

Somincor com lucro de 75,3 milhões em 2018

A Somincor-Sociedade Mineira de Neves-Corvo terminou 2018 com vendas na ordem dos 357 milhões de euros e um lucro bruto de 75,3 milhões de euros, naquele que foi o melhor resultado da empresa nos últimos quatro anos. Números que a empresa mineira com sede em Castro Verde justifica com a "melhoria da produtividade" da mina, de onde saíram quase 130 mil toneladas de minério no último.
De acordo com relatório anual de 2018 da multinacional sueco-canadiana Lundin Mining, proprietária da Somincor, a que o "CA" teve acesso, no ano transacto saíram de Neves-Corvo um total de 45.692 toneladas de concentrado de cobre (mais 12.068 toneladas que em 2017) e 75.435 toneladas de zinco (mais 4.079 toneladas que no ano anterior). Em 2018 a Somincor produziu também 6.571 toneladas de chumbo e 1.791 toneladas de prata, produtos onde a empresa de Neves-Corvo superou igualmente os registos de 2017.
Com este nível de produção, a Somincor conseguiu fechar o ano com 356,9 milhões de euros em vendas (bem acima dos resultados obtidos em 2015, 2016 e 2017) e um lucro bruto (que consiste na diferença entre as vendas facturadas e o custo dos produtos facturados, sem incluir custos administrativos, financeiros ou outros) de 75,3 milhões de euros. Em 2017 o lucro bruto da empresa mineira foi de 65,7 milhões de euros.
As vendas da Somincor em 2018 representaram 23% das vendas totais da Lundin Mining. Melhor só a mina de Candelária, no Chile, responsável por 49% das vendas totais do grupo. Ao todo, a Lundin Mining registou em 2017 um total de vendas de cerca de 1,5 biliões de euros, abaixo dos 1,7 biliões de 2017.
Estes números poderão aumentar em 2019, ainda que as previsões da Somincor apontem, de momento, para uma produção muito semelhante à do último ano: entre 40.000 e 45.000 toneladas de cobre e entre 71.000 e 76.000 toneladas de zinco.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 17/05/2019
Fontes Bárbaras
tem nova adega
Mais espaço e maior capacidade para trabalhar na qualidade: são estas as principais mais-valias da nova adega da Herdade das Fontes Bárbaras, na freguesia de Entradas (Castro Verde).
07h00 - quarta, 08/05/2019
"Quanta" casa se
compra no distrito?
Fazendo contas ao rendimento médio anual de uma família em cada um dos 14 concelhos do distrito, é em Castro Verde que se consegue adquirir a maior casa em área caso se recorra a um empréstimo bancário com a duração de 40 anos e tenha os 20% necessários para a entrada.
07h00 - terça, 07/05/2019
Competitividade
e inovação em Beja
O IAPMEI-Agência para a Competitividade e Inovação promove nesta terça-feira, 7, em Beja, a sexta edição dos "Encontros para a Competitividade e Inovação", que contará com a presença do secretário de Estado da Economia, João Correia Neves.
07h00 - segunda, 06/05/2019
Projecto-piloto
da Altice em Beja
O concelho de Beja vai ser um dos primeiros seis do país a ficar com 100% de cobertura de fibra óptica, fruto de um projecto-piloto que a empresa Altice está a dinamizar e que ficará concretizado até final de Junho.
13h24 - quarta, 17/04/2019
Distrito de Beja: já falta combustível em 49 postos
São já 49 os postos de abastecimento de combustível no distrito de Beja onde falta gasóleo ou gasolina, na sequência da greve dos motoristas de transportes de matérias perigosas, iniciada na segunda-feira, 15.

Data: 17/05/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial