07h00 - quarta, 05/12/2018

Cercicoa vai criar
lar em Ourique

Cercicoa vai criar lar em Ourique

A Cercicoa e a Câmara Municipal de Ourique vão avançar com a construção do Lar Dom Dinis, lar-residencial para pessoas com deficiência que ficará situado na Praça Dom Dinis e cujo projecto já foi aprovado pelo Alentejo 2020. Trata-se de uma candidatura apresentada pela autarquia ouriquense e, de momento, decorre a abertura do concurso público para que as obras, avaliadas em 150 mil euros, possam ser realidade em 2019.
De acordo com o presidente da Cercicoa, António Matias, este projecto representa, na totalidade, um investimento de 500 mil euros, sendo que 350 mil euros já foram gastos na aquisição do edifício. Os restantes 150 mil euros destinam-se às obras de adaptação e requalificação do imóvel, intervenção que contará com o apoio do Alentejo 2020 no quadro do Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial.
O novo lar permitirá o apoio a 22 pessoas com deficiência em regime de acolhimento residencial, além de estar prevista a criação de 12 novos postos de trabalho directos.
"A realização desta operação reveste-se de uma enorme relevância estratégica para o projecto da Cercicoa, que no âmbito da abrangência dos seus serviços procura levar soluções diversificadas para pessoas com deficiência, para as quais ainda não existem respostas e que se encontrem socialmente excluídas e em muitos casos isoladas", frisa António Matias ao "CA".
O presidente da cooperativa acrescenta ainda que "este alargamento da oferta irá, certamente, consolidar e estrutura organizativa da instituição e, simultaneamente, introduzir novas grandes responsabilidades". Isso contribuirá "certamente para a melhoria contínua e para garantir o foco permanente na oferta das melhores condições de prestação de serviços e de oferta de trabalho", reforça.
Recorde-se que a Cercicoa tem sede em Almodôvar e o seu trabalho abrange os concelhos de Almodôvar, Castro Verde e Ourique, assim como parte dos de Mértola e Odemira. As diversas respostas sociais da instituição apoiam, no total, mais de 400 pessoas com deficiência e/ ou incapacidade e respectivas famílias.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 22/02/2019
"PSD tem que sair
da Praça da República"
O empresário Gonçalo Valente, 38 anos, é o novo presidente da Distrital de Beja do PSD e em entrevista ao "CA" revela as prioridades dos sociais-democratas da região para os próximos dois anos.
07h00 - sexta, 22/02/2019
Resialentejo recolhe
tampas de plástico
A empresa intermunicipal Resialentejo, que opera em oito concelhos do distrito de Beja, estabeleceu um protocolo com a "Coração Delta", do Grupo Nabeiro, para a dinamização do projecto "Dê Uma Tampa".
07h00 - sexta, 22/02/2019
Odemira eleita na Rede
das Cidades Educadoras
A Câmara de Odemira foi reeleita, pela terceira vez, para a comissão coordenadora da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadores, que é constituída por 74 municípios de Norte a Sul do país.
07h00 - quinta, 21/02/2019
EMAS Beja
melhora gestão de
águas residuais
Colocar a cidade de Beja "como uma referência" ao nível do tratamento de águas residuais urbanas é o grande objectivo da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja, que vai implementar em 2019 um plano operacional estratégico para alcançar "uma melhoria significativa" na gestão das redes de águas residuais do concelho.
07h00 - quinta, 21/02/2019
PS de Beja elogia
passagem do Museu
Regional para a DRCA
A Concelhia de Beja do PS elogia a transferência do Museu Regional para a tutela da Direcção Regional de Cultura do Alentejo (DRCA), considerando que esta "potenciará Beja e o seu património junto de um público muito mais alargado".

Data: 22/02/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial