07h00 - quarta, 05/12/2018

Câmara de Odemira com
orçamento de 33,1 milhões

Câmara de Odemira com orçamento de 33,1 milhões

A Câmara de Odemira vai contar em 2019 com um orçamento de 33,1 milhões de euros, cerca de mais 500 mil euros que o valor previsto no orçamento municipal do presente ano. O Orçamento e Grandes Opções do Plano da Câmara de Odemira foram aprovados, por maioria, no final de Novembro, na Assembleia Municipal.
De acordo com fonte municipal, em 2019 a autarquia "continuará a sua política de actuação centrada nas pessoas e no território, com um enfoque especial no estímulo ao empreendedorismo e criação de emprego, nas políticas sociais e culturais, participação cívica e qualificação do território".
Nesse sentido, continua a mesma fonte, são cinco as áreas prioritárias da Câmara de Odemira para "promover o desenvolvimento, o crescimento e a elevação da qualidade de vida": Desenvolvimento económico e emprego; Inclusão e solidariedade; Intervenção sociocultural, inovação e conhecimento; Participação cívica e gestão pública; e Planeamento, qualificação urbana e ambiental.
No próximo ano a Câmara de Odemira "continuará a promover um acréscimo de investimento no ordenamento, planeamento, proteção e valorização do território", incluindo a qualificação e regeneração urbana, a par de "um esforço considerável na manutenção e conservação de uma significativa parte da rede de acessibilidades municipais, com recurso a meios financeiros exclusivamente de origem municipal".
Em 2019 a autarquia irá também dar "continuidade à redução local de impostos, com o alívio da carga fiscal dos munícipes e empresas". A título de exemplo, nota fonte municipal, "os valores de cobrança de serviços de água, águas residuais e resíduos sólidos, mantêm-se iguais aos preços aplicados desde 2010".
O orçamento da Câmara de Odemira para 2019 prevê ainda uma "ampla participação em empresas intermunicipais, sociedades anónimas, instituições e associações que expressam a parceria do município em importantes áreas e projectos de interesse municipal, envolvendo elevados meios financeiros".
A Câmara de Odemira, acrescenta a mesma fonte, continuará também "a execução de investimentos municipais, condicionando a sua actuação ao equilíbrio financeiro permanente e às oportunidades proporcionadas pelo quadro comunitário (Portugal 2020), procurando maximizar o necessário investimento estruturante".


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 22/02/2019
"PSD tem que sair
da Praça da República"
O empresário Gonçalo Valente, 38 anos, é o novo presidente da Distrital de Beja do PSD e em entrevista ao "CA" revela as prioridades dos sociais-democratas da região para os próximos dois anos.
07h00 - sexta, 22/02/2019
Resialentejo recolhe
tampas de plástico
A empresa intermunicipal Resialentejo, que opera em oito concelhos do distrito de Beja, estabeleceu um protocolo com a "Coração Delta", do Grupo Nabeiro, para a dinamização do projecto "Dê Uma Tampa".
07h00 - sexta, 22/02/2019
Odemira eleita na Rede
das Cidades Educadoras
A Câmara de Odemira foi reeleita, pela terceira vez, para a comissão coordenadora da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadores, que é constituída por 74 municípios de Norte a Sul do país.
07h00 - quinta, 21/02/2019
EMAS Beja
melhora gestão de
águas residuais
Colocar a cidade de Beja "como uma referência" ao nível do tratamento de águas residuais urbanas é o grande objectivo da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja, que vai implementar em 2019 um plano operacional estratégico para alcançar "uma melhoria significativa" na gestão das redes de águas residuais do concelho.
07h00 - quinta, 21/02/2019
PS de Beja elogia
passagem do Museu
Regional para a DRCA
A Concelhia de Beja do PS elogia a transferência do Museu Regional para a tutela da Direcção Regional de Cultura do Alentejo (DRCA), considerando que esta "potenciará Beja e o seu património junto de um público muito mais alargado".

Data: 22/02/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial