07h00 - terça, 06/11/2018

CM Castro Verde revela
resultados da auditoria

CM Castro Verde revela resultados da auditoria

A auditoria externa às contas da Câmara de Castro Verde no quadriénio 2014-2018, de gestão CDU, confirma "prejuízos de forma consecutiva" e sublinha que nesse período a autarquia "assumiu compromissos sem ter assegurado as fontes de financiamento".
O documento, elaborado pelos auditores Oliveira, Reis & Associados, SREC, Lda, foi apresentado em reunião de Câmara no passado dia 25 de Outubro e confirma que a autarquia apresentou no quadriénio 2014-2017 "prejuízos de forma consecutiva".
A par disso, acrescenta o relatório, perante a "significativa diminuição" da receita proveniente da Derrama, não terá sido acautelado o "acréscimo de risco relativamente às decisões de gestão tomadas desde então", além de que a operacionalidade" da Câmara Municipal foi "verdadeiramente insuficiente para compensar os custos da sua actividade".
No relatório, os auditores sublinham igualmente que entre 2014 e 2018 não foram tomadas as medidas necessárias para contrariar a tendência negativa da situação económica da autarquia, referindo ainda que o executivo em funções nesse período tomou a opção de adjudicar a construção das estradas entre Castro Verde, Santa Bárbara de Padrões e a mina de Neves-Corvo "sem ter assegurado as fontes de financiamento para o efeito, nomeadamente, não acautelando a diminuição da receita da Derrama que se tem vindo a observar nos últimos anos".
A auditoria observa ainda que, em quatro exercícios consecutivos, o auditor externo da Câmara Municipal (Marques, Cruz & Associados, SROC, Lda.) emitiu "reserva por desacordo relativamente ao valor do património inscrito no balanço do Município, não quantificando contudo o valor desse desacordo". Uma situação que, segundo o mesmo auditor externo, "fica a dever-se ao facto de ainda não se encontrarem reconhecidas nas demonstrações financeiras 'diversas operações urbanísticas, arruamentos e benfeitorias'".


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
13h24 - quarta, 17/04/2019
Distrito de Beja: já falta combustível em 49 postos
São já 49 os postos de abastecimento de combustível no distrito de Beja onde falta gasóleo ou gasolina, na sequência da greve dos motoristas de transportes de matérias perigosas, iniciada na segunda-feira, 15.
07h00 - terça, 16/04/2019
ESAN tem quatro licenças
de prospecção no Alentejo
Com mais de 40 anos de história e "raízes" na indústria cerâmica, a empresa turca da ESAN Eczacibasi entrou no mercado dos minerais metálicos em 2009 e está em Portugal desde 2016.
07h00 - sexta, 12/04/2019
Turcos procuram minério junto a Neves-Corvo
Os turcos da ESAN Eczacibasi contam avançar em breve com os trabalhos de prospecção mineira numa área denominada "Rosário", que fica no alinhamento da área de Neves-Corvo, em plena Faixa Piritosa Ibérica.
07h00 - terça, 09/04/2019
Vale de Atum (Beja) já tem plano de pormenor
Já foi publicado em Diário da República o plano de pormenor de Vale de Atum, na cidade de Beja, área que se localiza junto ao IP2, entre a rotunda de Aljustrel e a rotunda sul, próxima do Regimento de Infantaria 1.
07h00 - sexta, 05/04/2019
Vinhos do Alentejo
mostram-se em Lisboa
A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) promove nesta sexta-feira e sábado, 5 e 6 de Abril, a 11ª edição do evento "Vinhos do Alentejo em Lisboa", que vai decorrer no Centro Cultural de Belém.

Data: 19/04/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial