07h00 - terça, 06/11/2018

CM Castro Verde revela
resultados da auditoria

CM Castro Verde revela resultados da auditoria

A auditoria externa às contas da Câmara de Castro Verde no quadriénio 2014-2018, de gestão CDU, confirma "prejuízos de forma consecutiva" e sublinha que nesse período a autarquia "assumiu compromissos sem ter assegurado as fontes de financiamento".
O documento, elaborado pelos auditores Oliveira, Reis & Associados, SREC, Lda, foi apresentado em reunião de Câmara no passado dia 25 de Outubro e confirma que a autarquia apresentou no quadriénio 2014-2017 "prejuízos de forma consecutiva".
A par disso, acrescenta o relatório, perante a "significativa diminuição" da receita proveniente da Derrama, não terá sido acautelado o "acréscimo de risco relativamente às decisões de gestão tomadas desde então", além de que a operacionalidade" da Câmara Municipal foi "verdadeiramente insuficiente para compensar os custos da sua actividade".
No relatório, os auditores sublinham igualmente que entre 2014 e 2018 não foram tomadas as medidas necessárias para contrariar a tendência negativa da situação económica da autarquia, referindo ainda que o executivo em funções nesse período tomou a opção de adjudicar a construção das estradas entre Castro Verde, Santa Bárbara de Padrões e a mina de Neves-Corvo "sem ter assegurado as fontes de financiamento para o efeito, nomeadamente, não acautelando a diminuição da receita da Derrama que se tem vindo a observar nos últimos anos".
A auditoria observa ainda que, em quatro exercícios consecutivos, o auditor externo da Câmara Municipal (Marques, Cruz & Associados, SROC, Lda.) emitiu "reserva por desacordo relativamente ao valor do património inscrito no balanço do Município, não quantificando contudo o valor desse desacordo". Uma situação que, segundo o mesmo auditor externo, "fica a dever-se ao facto de ainda não se encontrarem reconhecidas nas demonstrações financeiras 'diversas operações urbanísticas, arruamentos e benfeitorias'".


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - terça, 20/11/2018
Campanha de Natal
em Castro Verde
A Câmara de Castro Verde promove até ao dia 6 de Janeiro a campanha "Neste Natal, Ofereça Castro Verde-Compre no Comércio Local", que visa ser um estímulo à revitalização do espaço comercial do concelho.
07h00 - segunda, 19/11/2018
Vinhos do Alentejo
valorizados no preço
para exportação
Os vinhos da região do Alentejo registaram no primeiro semestre de 2018 uma valorização de 9% no preço de exportação face ao período homólogo de 2017, revela a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA).
07h00 - quinta, 15/11/2018
Futuro do regadio debatido em Montes Velhos
São João de Negrilhos, no concelho de Aljustrel, recebe nesta quinta e sexta-feira, dias 15 e 16 de Novembro, uma série de iniciativas no âmbito das XI Jornadas Fenareg-Encontro Regadio 2018, integradas nas comemorações dos 50 anos do Roxo.
07h00 - quarta, 14/11/2018
Economia Circular
debatida em Messejana
A vila de Messejana (Aljustrel) recebe nesta quarta-feira, 14, a segunda reunião plenária do Fórum Economia Circular do Alentejo, promovida pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA).
07h00 - sexta, 09/11/2018
LPN informada sobre o problema
Em declarações ao "CA", a bióloga Rita Alcazar, responsável pela Liga para a Protecção da Natureza (LPN) em Castro Verde, lembra que espécies como a raposa, saca-rabos ou corvos são "selvagens", logo sem qualquer controlo.

Data: 09/11/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial