07h00 - segunda, 29/10/2018

Estado apoia projecto do zinco em Neves-Corvo

Estado apoia projecto do zinco em Neves-Corvo

O Governo já aprovou a minuta do contrato fiscal de investimento a celebrar entre o Estado, através do AICEP, e a Somincor, proprietária das minas de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, no âmbito do projecto da empresa para a expansão da produção de zinco, avaliado inicialmente em 256 milhões de euros e revisto recentemente para os 270 milhões.
O contrato fiscal de investimento entre o Estado e a Somincor, ainda sem data prevista para a sua formalização, prevê a atribuição à empresa mineira de um crédito fiscal em sede de IRC de 9% e a isenção em sede do Imposto do Selo até ao montante máximo de 16,7 milhões de euros. Por sua vez, através do projecto a Somincor estima a criação de 38 postos de trabalho até 31 de Dezembro de 2021 e a manutenção de todos os actuais postos de trabalho até 31 de Dezembro de 2027.
"Este contrato reveste-se da maior importância para a boa execução do investimento realizado na operação de Neves-Corvo que, como já afirmámos, é um investimento-chave no que respeita à competitividade da Somincor nos mercados internacionais de metais-base", adianta ao "CA" o administrador-delegado da empresa.
Kenneth Norris sublinha que "a dimensão do investimento nesta operação, o maior desde o seu início, representa também a manutenção da Somincor enquanto agente de criação de emprego e gerador de riqueza na região, além do seu peso enquanto contribuinte". Por isso, acrescenta, "este contrato é um sinal claro da solidez e confiança no nosso negócio, o que nos congratula".
O administrador-delegado da Somincor afiança ainda que o projecto do zinco decorre dentro do plano de desenvolvimento delineado pela empresa, "estando em plena fase de construção". "Neste momento, está previsto que a construção esteja concluída até ao fim de 2019", garante Kenneth Norris.
Entretanto, em entrevista ao "Jornal Económico" (JE) publicada nesta sexta-feira, 26, Kenneth Norris revelou que a Somincor vai investigar, até 2023, "a existência de depósitos minerais que possam constituir fontes de cobre, zinco e chumbo numa área de 141 quilómetros quadrados ao redor da actual zona de concessão mineira de Neves-Corvo".
"No quadro do actual conhecimento, é possível desde já reconhecer que a actividade da Somincor tem potencial de prolongar a sua actividade para lá do prazo actual de vida da mina", acrescentou o administrador-delegado da empresa ao "JE".


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
13h34 - terça, 18/06/2019
Detido pela GNR por lenocínio no concelho de Ourique
Um homem de 59 anos vai aguardar julgamento em prisão preventiva, depois de ter sido detido pela GNR no concelho de Ourique pela alegada prática dos crimes de lenocínio, auxílio à imigração ilegal, detenção de arma proibida, fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais.
07h00 - terça, 18/06/2019
Acidente causa ferido
grave na mina de Aljustrel
O rebentamento de uma conduta de ar comprimido na lavaria da mina de Aljustrel causou ferimentos graves a um trabalhador de 32 anos na tarde desta segunda-feira, 17 de Junho.
07h00 - terça, 18/06/2019
Incêndios nos concelhos
de Almodôvar e Castro
Dois incêndios queimaram na tarde desta segunda-feira, 17 de Junho, vários hectares de floresta e de pasto nos concelhos de Almodôvar e de Castro Verde.
07h00 - terça, 18/06/2019
Teatro para seniores
na vila de Aljustrel
O Cine Oriental, em Aljustrel, recebe nesta terça-feira, 18 de Junho, pelas 15h00, a peça de teatro "A minha avó é uma comédia!", interpretada pela Associação Cultural Cri'Arte e apresentada no âmbito das Jornadas do Envelhecimento + Activo 2019.
07h00 - terça, 18/06/2019
Câmara de Ferreira do Alentejo
lança novo Programa de
Responsabilidade Social
Distinguir anualmente as empresas que promovam práticas sociais e ambientais responsáveis no concelho é o objectivo do novo Programa de Responsabilidade Social da Câmara de Ferreira do Alentejo.

Data: 14/06/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial