08h00 - segunda, 08/10/2018

PS celebrou um ano de
mandato em Castro Verde

PS celebrou um ano de mandato em Castro Verde

"Dias de muita exigência, de muito trabalho e complicados": é desta forma que o presidente da Câmara de Castro Verde retrata o seu primeiro ano de mandato, assinalado pelo PS no passado sábado, 6 de Outubro, com um jantar comemorativo da vitória histórica alcançada no concelho nas Autárquicas de 2017.
Perante cerca de duas centenas de pessoas que marcaram presença no jantar realizado na Escola Secundária de Castro Verde, António José Brito lembrou que ao longo do último ano o seu executivo foi confrontado "com um conjunto de situações" que teve "de resolver gradualmente".
"Desde logo a dificuldade que temos do ponto de vista financeiro. A Câmara de Castro Verde tem graves problemas financeiros e somos nós, Partido Socialista, que estamos a resolver o que a CDU deixou na Câmara Municipal. Uma herança pesada, difícil. Uma herança que nos obriga a trabalhar muito todos os dias", disse.
O autarca acusou igualmente a CDU de ser "uma oposição ressabiada" e que, passado um ano, "ainda não conseguiu compreender porque perdeu as eleições". "De facto, a CDU de Castro Verde é um partido ressabiado, com um problema mal resolvido e que acaba por cair no ridículo com algumas posições e posturas que vai assumindo", vincou António José Brito.
O autarca socialista assumiu igualmente o "compromisso total" da sua equipa com Castro Verde. "Estamos comprometidos com a nossa terra. Comprometidos no sentido de melhorar a qualidade de vida de cada um dos cidadãos do nosso concelho. Esta Câmara Municipal não se negará a esforço, trabalho e acção para resolver os problemas que existem no nosso concelho", garantiu António José Brito, que concluiu: "Somos Castro Verde e continuamos a ser futuro".
Presente no jantar esteve também a secretária-geral adjunta do PS, que lembrou o facto de na noite de 1 de Outubro de 2017 o partido ter alcançado a sua maior vitória autárquica de sempre. "E há duas vitórias que nessa noite marcaram verdadeiramente a nossa noite eleitoral: as vitórias de Castro Verde e de Almada", notou Ana Catarina Mendes.
Olhando para o futuro, a dirigente socialista exortou os presentes a retribuir António Costa com "as vitórias merecidas nas eleições Europeias e Legislativas". "Porque precisamos de continuar a ter um Governo liderado pelo PS e pelo António Costa", rematou.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 22/02/2019
Somincor com lucro de 75,3 milhões em 2018
A Somincor-Sociedade Mineira de Neves-Corvo terminou 2018 com vendas na ordem dos 357 milhões de euros e um lucro bruto de 75,3 milhões de euros, naquele que foi o melhor resultado da empresa nos últimos quatro anos.
07h00 - quinta, 21/02/2019
Presidente da Almina:
"Vamos investir 25 milhões em 2019"
O presidente da administração da Almina faz um balanço positivo do ano de 2018, ainda que a empresa não tenha conseguido alcançar os resultados previstos.
07h00 - quarta, 20/02/2019
Ingleses podem investir na fábrica solar de Moura
Uma empresa inglesa da área de produção de componentes na área da energia está interessada na MFS-Moura Fábrica Solar, que fechou recentemente, depois de contactos com o deputado do PS, Pedro do Carmo, e o presidente da Câmara de Moura, Álvaro Azedo.
07h00 - terça, 19/02/2019
15 farmácias de Beja
em risco de encerramento
Um total de 15 farmácias do distrito de Beja encontra-se em risco de encerramento, sendo que sete enfrentam processos de insolvência e oito apresentam processos de penhora, revela fonte da Associação Nacional de Farmácias (ANF).
07h00 - segunda, 11/02/2019
Empresa Epiroc vai
instalar-se em Aljustrel
A empresa Epiroc, ligada à multinacional sueca Atlas Copco, que opera na área da actividade mineira, celebrou com a Câmara de Aljustrel um contrato de compra e venda para a aquisição de um lote com cerca de 10 mil m² na área empresarial de Aljustrel.

Data: 22/02/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial