07h00 - quinta, 13/09/2018

Câmara de Castro Verde
reforça aposta na Educação

Câmara de Castro Verde reforça aposta na Educação

A Câmara Municipal de Castro Verde vai reforçar a sua aposta na área da Educação no ano lectivo de 2018-2019, que arranca nesta sexta-feira, 14 de Setembro, sector que o presidente da autarquia, António José Brito, define como "decisivo e estratégico para o futuro do concelho".
Nesse sentido, sublinha o autarca eleito pelo PS, a Câmara Municipal assume em termos globais, na área da Educação, "um investimento que representa cerca de 4,6% do seu orçamento anual, visando o reforço de uma aposta que se considera essencial para o fortalecimento da actividade lectiva e do sucesso escolar dos nossos alunos, mas também para a consolidação de um maior bem-estar e qualidade de vida das famílias do nosso concelho".
De acordo com António José Brito, em 2018-2019 haverá uma "aposta concreta" na Acção Social Escolar, com apoio directo, entre os escalões A e B, a 90 alunos de famílias carenciadas do concelho, tanto em auxílios económicos como na alimentação, material escolar e transportes.
"A par disso, asseguramos na totalidade o pagamento do transporte público em todos os escalões de ensino até ao 12º ano de escolaridade, num total de 214 alunos", frisa o edil castrense, observando que, nestes domínios, a Câmara Municipal assume, "durante este ano lectivo, um investimento na ordem dos 141 mil euros".
A este montante, continua Brito, juntam-se os valores assumidos pela autarquia "ao nível manutenção dos edifícios escolares e dos transportes municipais, seja para assegurar a actividade curricular diária ou para visitas de estudo – cerca de 15 mil quilómetros no último ano lectivo – e pessoal não docente".
O autarca frisa igualmente que, no que respeita ao quadro de auxiliares de acção educativa, "este é assegurado por 38 pessoas, sendo que um total de 32 são contratadas pela Câmara Municipal de Castro Verde e as restantes seis estão vinculadas ao Ministério da Educação".
Por fim, António José Brito destaca a atribuição de bolsas de estudo (que em 2017-2018 representou um montante de 23.160 euros) e a dinamização de transporte regular entre Castro Verde e a Funcheira para alunos do ensino superior, "bem como um conjunto de outras acções regulares de apoio e a inteira assunção de responsabilidades neste sector".


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 27/05/2020
Câmara de Beja assegura
transporte de alunos das freguesias
A Câmara de Beja vai garantir o transporte gratuito dos alunos dos 11º e 12º anos das freguesias rurais onde habitam até à cidade (e vice-versa), para que possam assistir às aulas presenciais até final do presente ano lectivo.
07h00 - quarta, 27/05/2020
Homem mata
colega de casa com
faca em Beja
A PSP de Beja deteve nesta terça-feira, 26, um homem, de 59 anos, pela suspeita da prática do crime de homicídio de um outro homem, de 63 anos, com quem vivia numa habitação na cidade.
07h00 - quarta, 27/05/2020
PCP e BE pedem
audições sobre
fábrica das Fortes
Os grupos parlamentares do PCP e do Bloco do Esquerda (BE) apresentaram na Assembleia da República pedidos de audição parlamentar sobre a poluição que afecta a aldeia de Fortes, no concelho de Ferreira do Alentejo, devido à fábrica de bagaço de azeitona da AZPO.
07h00 - terça, 26/05/2020
Alentejo 2020 tem a maior
taxa de compromisso nacional
O Alentejo 2020 fechou o ano de 2019 com uma taxa de execução financeira na ordem dos 27%, a maior entre todos os programas operacionais regionais de Portugal.
07h00 - terça, 26/05/2020
Freguesia de S. Luís
com falta de médicos
A Junta de Freguesia de São Luís, no concelho de Odemira, está indignada pela falta de profissionais de saúde na Extensão de Saúde local, sendo que de momento a freguesia não conta com médico, enfermeiros ou sequer serviços administrativos.

Data: 15/05/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial