00h00 - sexta, 22/06/2018

Cante, fado e petiscos
"enchem" ruas de Beja

Cante, fado e petiscos "enchem" ruas de Beja

A cidade de Beja recebe neste fim-de-semana, 22 a 24 de Junho, a primeira edição do Festival B, a nova aposta cultural da autarquia que concilia o cante alentejano com o fado e os petiscos.
"São três faces de um mesmo festival, de uma mesma necessidade ancestral, de alimentar a alma e o corpo", revela a organização do evento, que pretende, acima de tudo, "celebrar a ligação intemporal da cidade de Beja e da região com essas três dimensões da existência e realização humanas".
O Festival B tem direcção artística de Paulo Ribeiro e depois de um vasto trabalho de ensaios e pequenas apresentações em diversos pontos do concelho arranca oficialmente na próxima sexta-feira, 22 de Junho.
Contará com quatro palcos espalhados por vários pontos da cidade, do museu da rua do Sembrano ao "hospital velho", passando pelo Museu Regional e pela Praça da República (onde também estará uma zona de restauração), e todos os concertos serão ao ar livre, com entrada gratuita e nunca em simultâneo.
O primeiro dia de espectáculos, na sexta-feira, 22, arranca às 17h00 com o espectáculo "Cante nas Escolas" no Museu Regional. O mesmo palco receberá ainda os concertos dos "Alentejo Cantado" (19h00) e de Marco Rodrigues & Cantadores de Beringel (23h00). Pelo palco do museu da Rua do Sembrano vão passar o concerto "Cante & Fado" (17h45) e o espectáculo "Fados do Sul", com Ana Rato, Ana tareco, Daniela Santos e Francisco Aires (21h00). Já na Praça da República actuam Paulo Colaço & Mocinhos em Cante (19h00) e Cuca Roseta & Os Vocalistas (00h15), enquanto no "hospital velho" vão cantar Os Improváveis – Beca Beca (21h45).
O espectáculo "Cante & Fado", pelas 17h00, marca o início das "hostilidades" no sábado, 23, seguindo-se os Cantadores do Desassossego às 18h15 na Praça da República. "Fados do Sul", com Mafalda Vasques, Sandra Reis, Carlos Filipe e António Cláudio são a proposta para o palco do "hospital velho" pelas 19h00, sendo que às 21h00 actuam no Museu Regional os Camponeses de Pias & Paulo Ribeiro. Os Improváveis – Beca Beca apresentam-se às 21h45 no "hospital velho", terminando a noite com dois grandes concertos: de Nancy Vieira & António Caixeiro às 23h00 na Praça da República, e de Ricardo Ribeiro & Os Ganhões de Castro Verde às 00h15 no Museu Regional.
A primeira edição do Festival B termina no domingo, 24 de Junho, dia em que o programa começa às 17h00 com o concerto de Celina da Piedade & Douradas Espigas de Albernoa, no Museu Regional. Por lá irão ainda actuar os Monda, acompanhados pelo Gospel Collective (22h15) e Kátia Guerreiro & Bafos de Baco, no espectáculo que encerrará o evento (23h30).
Neste último dia terão também lugar os concertos de Moços da Aldêa, Valas & Fernando Pardal (18h15 na Praça da República), de Daniela Helena (19h30 na rua do Sembrano), e d'Os Improváveis – Beca Beca (21h00 no "hospital velho").


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - domingo, 18/11/2018
Região do Alentejo
tem novos "embaixadores"
Os cantores Sérgio Rosado e Nelson Rosado (que forma os Anjos) e os actores José Fidalgo, Sofia Ribeiro e Dalila Carmo são os novos "embaixadores" da região do Alentejo.
07h00 - domingo, 18/11/2018
Deputada do PSD
questiona Governo
A deputado do PSD eleita por Beja questionou o Governo sobre diversas matérias nesta semana, durante as audições aos ministros para discussão do Orçamento do Estado para 2019.
07h00 - sábado, 17/11/2018
ACOS reforça apoio
técnico a agricultores
Aconselhar, identificar e orientar os agricultores "na perspectiva da melhoria contínua de recursos e na protecção do ambiente" são os objectivos do novo serviço de apoio técnico da associação ACOS-Agricultores do Sul.
07h00 - sábado, 17/11/2018
PS assinala 20 anos
de poder em Odemira
A Concelhia de Odemira do Partido Socialista promove neste sábado, 17 de Novembro, ao fim da tarde, um jantar para assinalar duas décadas de gestão autárquica no concelho.
07h00 - sábado, 17/11/2018
Greve de 1918
debatida em Odemira
O centenário da greve nacional de 1918 é o mote do colóquio que a Associação GESTO-Grupo de Estudos do Território de Odemira promove neste sábado, 17, no auditório do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, em Odemira.

Data: 09/11/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial