07h00 - quarta, 13/06/2018

PS quer valorização
do aeroporto de Beja

PS quer valorização do aeroporto de Beja

A Federação do Baixo Alentejo (FBA) do Partido Socialista defende que o aeroporto de Beja é um "importante activo" da região, "que deve ser valorizado e promovido". A posição do secretariado da Federação socialista surge depois do aeroporto de Beja ter recebido, na segunda-feira, 11, a primeira de três operações charter turísticas para Tenerife (Espanha).
Para o PS, tendo em conta "os constrangimentos verificados no Aeroporto Humberto Delgado [Lisboa], atingindo o limite da sua capacidade útil, o aeroporto de Beja surge como uma infra-estrutura aero-portuária complementar, importante para a ampliação das capacidades logísticas colocadas ao serviço da dinamização da economia e da valorização do potencial do sector do turismo".
Os socialistas reafirma que Beja, sendo o quarto aeroporto de Portugal continental, "é um importante activo que deve ser valorizado e promovido", intenção que "tem estado sempre presente nos passos positivos que têm sido dados para gerar soluções de dinamização da infra-estrutura que, afirmado o potencial da região, contribuem para a economia nacional".
O potencial agrícola do Alqueva e a afirmação da identidade e capacidade produtiva da região "certamente contribuirão para somar ainda mais sentido à infra-estrutura aeroportuária como canal de escoamento de produtos e da circulação de pessoas e bens", acrescenta o PS do Baixo Alentejo, garantindo que, "através dos seus eleitos, nas autarquias locais, na região e na Assembleia da República, tem mantido uma persistente defesa da construção de soluções para a região, com a firmeza de quem sabe que nem sempre o melhor caminho é do estridente sublinhar dos problemas acumulados em anos de governação".
Nesse sentido, o PS do Baixo Alentejo "exorta todas as entidades da região a envolverem-se directamente no melhor acolhimento destas iniciativas, por tudo o que significam para a afirmação do aeroporto de Beja e da região".


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 22/02/2019
Somincor com lucro de 75,3 milhões em 2018
A Somincor-Sociedade Mineira de Neves-Corvo terminou 2018 com vendas na ordem dos 357 milhões de euros e um lucro bruto de 75,3 milhões de euros, naquele que foi o melhor resultado da empresa nos últimos quatro anos.
07h00 - quinta, 21/02/2019
Presidente da Almina:
"Vamos investir 25 milhões em 2019"
O presidente da administração da Almina faz um balanço positivo do ano de 2018, ainda que a empresa não tenha conseguido alcançar os resultados previstos.
07h00 - quarta, 20/02/2019
Ingleses podem investir na fábrica solar de Moura
Uma empresa inglesa da área de produção de componentes na área da energia está interessada na MFS-Moura Fábrica Solar, que fechou recentemente, depois de contactos com o deputado do PS, Pedro do Carmo, e o presidente da Câmara de Moura, Álvaro Azedo.
07h00 - terça, 19/02/2019
15 farmácias de Beja
em risco de encerramento
Um total de 15 farmácias do distrito de Beja encontra-se em risco de encerramento, sendo que sete enfrentam processos de insolvência e oito apresentam processos de penhora, revela fonte da Associação Nacional de Farmácias (ANF).
07h00 - segunda, 11/02/2019
Empresa Epiroc vai
instalar-se em Aljustrel
A empresa Epiroc, ligada à multinacional sueca Atlas Copco, que opera na área da actividade mineira, celebrou com a Câmara de Aljustrel um contrato de compra e venda para a aquisição de um lote com cerca de 10 mil m² na área empresarial de Aljustrel.

Data: 22/02/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial