07h00 - sexta, 04/05/2018

Aljustrel investe na
economia e área social

Aljustrel investe na economia e área social

A Câmara Municipal de Aljustrel concluiu nesta semana um leque de candidaturas a fundos comunitários, num investimento total a rondar os nove milhões de euros. Os projectos incidem na área económica e social, sendo que nesta última a autarquia surge como parceira de três instituições particulares de solidariedade social (IPSS) do concelho.
"Entre o quadro comunitário de 2007-2013 e o actual quadro 2014-2020 ainda não tínhamos tido oportunidade de intervir nestas áreas. Mas eram duas linhas estratégicas que ambicionávamos há muito tempo em que só há cerca de dois meses houve avisos de concurso que potenciam com apoios comunitários a execução desta visão estratégica que nos acompanha há muito. E estes são dois pilares de actuação que se revestem de extrema importância para o concelho de Aljustrel", sublinha ao "CA" o autarca Nelson Brito.
Na área económica, as candidaturas apresentadas prevêem a expansão da área empresarial de Aljustrel, a implementação de uma nova área empresarial na freguesia de Ervidel, para tirar partido das potencialidades criados pelo regadio do Alqueva, e a requalificação da área empresarial de Montes Velhos.
Paralelamente, a Câmara Municipal pretende avançar com a criação do Centro de Negócios de Aljustrel (CNA) no edifício do antigo Matadouro Municipal. O projecto candidatado ao Alentejo 2020 está avaliado em quase 1,2 milhões de euros e será composto por 13 gabinetes de trabalho, albergando ainda outras valências. Este novo equipamento terá como objectivo "contribuir para a diversificação e competitividade do tecido empresarial, estimulando a inovação e o espírito empreendedor no concelho de Aljustrel".
"É muito importante que esta nova visão, através do CNA, venha permitir a criatividade e o empreendedorismo neste concelho", reforça Nelson Brito.
A par destes projectos, a Câmara de Aljustrel surge como parceira de mais três candidaturas a fundos comunitários, todas na área social e lideradas por três IPSS sediadas no concelho.
Uma das candidaturas visa, através da Misericórdia de Aljustrel, a criação de Unidade de Cuidados Continuados junto ao Centro de Saúde, que terá capacidade para 30 utentes. Foram também candidatados os projectos de requalificação do lar de terceira idade de Messejana, pela Misericórdia de Nossa Senhora da Assunção, e a ampliação do Centro de Dia de Rio de Moinhos, para a criação da valência de lar, pela Cocaria – Associação de Solidariedade Social de Rio de Moinhos.
"Estas intervenções revestem-se de grande importância, em primeira linha, para aqueles que são os beneficiários. Mas além de gerar esta possibilidade de apoio à doença e à Terceira Idade, vai também permitir mais empregabilidade no sector social", enfatiza com satisfação o autarca Nelson Brito, que espera ver todas estas candidaturas aprovadas.
"Todos estes projectos têm maturidade e não foram feitos à medida destes avisos. Por isso, aguardamos com enorme expectativa que estas candidaturas, pela sua solidez, maturidade e importância estratégica para o concelho de Aljustrel, sejam aprovadas, para que possam ser alavancadas nos próximos anos no território", conclui.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 19/10/2018
Governo apoia projecto do zinco da Somincor
O Governo já aprovou a minuta do contrato fiscal de investimento a celebrar entre o Estado e a Somincor, proprietária das minas de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, no âmbito do projecto da empresa para a expansão da produção de zinco, avaliado em 256 milhões de euros.
07h00 - quinta, 18/10/2018
Resialentejo aprova
orçamento de 2019
A empresa intermunicipal Resialentejo aprovou no final da passada semana, em Assembleia Geral, o seu Orçamento e Plano Plurianual de Investimentos para o próximo ano de 2019, que prevê uma despesa de 4,8 milhões de euros e uma receita de cinco milhões.
07h00 - sexta, 12/10/2018
CM Mértola com bom
desempenho financeiro
A Câmara de Mértola surge no 18º lugar no ranking global dos municípios de pequena dimensão no "Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2017", elaborado pela Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas.
07h00 - sexta, 28/09/2018
Fábrica das Fortes investe
1,2 milhões para reabrir
A empresa AZPO-Azeites de Portugal já investiu cerca de 1,2 milhões de euros na sua unidade industrial de Fortes, no concelho de Ferreira do Alentejo, no sentido de reabrir a tempo da nova campanha olivícola.
07h00 - terça, 25/09/2018
ACOS faz balanço
positivo de novo serviço
A ACOS-Associação de Agricultores do Sul faz um balanço positivo do primeiro ano de funcionamento do seu novo Serviço Comercial de Ovinos, que garantiu a comercialização para fora do país de mais de nove mil animais.

Data: 12/10/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial