07h00 - quinta, 01/02/2018

"Crédito Agrícola é
motor de desenvolvimento"

"Crédito Agrícola é motor de desenvolvimento"

O administrador da Caixa Agrícola de Aljustrel e de Almodôvar, Orlando Felicíssimo, revela ao "CA" que as prioridades da instituição em 2018 são "continuar o processo de crescimento" e "ajudar a desenvolver" os três concelhos onde opera: Aljustrel, Almodôvar e Castro Verde.

Quais as metas da Caixa Agrícola de Aljustrel e Almodôvar para 2018?
A nossa grande meta é continuar o processo de crescimento, continuar o manter os rácios consolidados, continuar a crescer na nossa região e comunidade, continuar a apoiar todos os projectos com viabilidade e ajudar a desenvolver estes concelhos. Porque é neles que nós trabalhamos, é neles que estamos inseridos e é com eles que queremos crescer. Queremos crescer e ajudar a região a crescer! O Crédito Agrícola, seja aqui em Aljustrel seja em qualquer ponto do país, é sempre motor de desenvolvimento da região. Porque é um banco que está muito próximo do cliente e que aplica os recursos captados na própria região.

Em 2017 anunciaram a criação de um gestor para os clientes "Empresa". Como correu?
A avaliação que fazemos deste primeiro ano é muito positiva. Vínhamos sentindo falta de ter alguém mais especializado para tratar com as empresas e para andar no terreno. E os números vêm confirmar que efectivamente demos o passo certo! Aumentámos bastante o crédito do lado das empresas e em grande parte teve um peso importante o facto de termos essa pessoa a andar no terreno a tentar perceber melhor as necessidades que existem no mercado e a tentar fazer uma ponte e obter uma reposta da Caixa Agrícola a essas empresas. Portanto, o balanço é muito positivo! Parte do nosso crescimento deve-se também à criação e implementação dessa função.

É um projecto a aprofundar em 2018?
É um processo para continuar. É uma experiência que correu bem, até porque é necessário haver especialização e os clientes hoje em dia são cada vez mais informados e mais exigentes. E nós, instituições financeiras, temos de acompanhar essa tendência do mercado e a obrigação de trabalharmos para oferecermos um serviço o mais profissional possível, o mais especializado possível e o mais completo possível.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quinta, 17/05/2018
Prospecção de petróleo na costa vai avançar
O consórcio formado pelas petrolíferas ENI (Itália) e GALP (Portugal) deverá avançar com os trabalhos de prospecção de petróleo ao largo da costa alentejana no próximo mês de Setembro, depois de ter sido dispensado de apresentar uma avaliação de impacto ambiental (AIA) pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA).
07h00 - terça, 15/05/2018
Espaço Empresa
inaugurado em Beja
A Câmara de Beja inaugura nesta terça-feira, 15, pelas 10h00, o seu novo "Espaço Empresa", numa cerimónia que contará com a presença do ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral.
07h00 - segunda, 14/05/2018
Somincor promove
sessões de esclarecimento
Apresentar a sua visão sobre a actividade e os novos projectos em marcha no seio da mina de Neves-Corvo são os principais objectivos das sessões de esclarecimento que a Somincor vai promover a partir desta segunda-feira, 14, nos cinco concelhos onde tem mais influência.
07h00 - quinta, 10/05/2018
"Ruralidade é segredo
da Feira de Garvão", diz
presidente da CM Ourique
Na véspera de arrancar mais uma edição da tradicional Feira de Garvão, o presidente da Câmara de Ourique, Marcelo Guerreiro, justifica ao "CA" o sucesso e a longevidade do certame com o facto deste manter intacta a sua "traça rural".
00h00 - segunda, 07/05/2018
Distrito de Beja
recebe cinco novas
centrais solares
Das 29 centrais fotovoltaicas sem tarifa subsidiada aprovadas pelo actual Governo, cinco localizam-se no distrito de Beja, num investimento avaliado em cerca de 121 milhões de euros.

Data: 18/05/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial