07h00 - quarta, 20/09/2017

ACOS cria serviço
para venda de ovinos

ACOS cria serviço para venda de ovinos

Ganhar escala, garantir a segurança comercial e a continuidade da ovinicultura, bem como contribuir para as exportações, são os principais objectivos do novo Serviço de Comercialização de Ovinos da ACOS.
O projecto da associação agrícola com sede em Beja é apresentado formalmente nesta quarta-feira, 20, e foi desenvolvido em parceria com a OVIPOR, uma cooperativa espanhola do sector agro-pecuário que está inserida num grupo mais alargado de cooperativas da região extremenha e andaluza, o EA Group, com quem a ACOS já mantém, no sector da lã, uma parceria há quatro anos.
Fonte da ACOS explica ao "CA" que a nova plataforma comercial tem como objectivo "organizar e desenvolver a ovinicultura do sudoeste peninsular, promovendo a evolução técnica e sanitária das explorações em perfeita harmonia com o meio onde se inserem e estabelecer preços à produção de forma objectiva com base nas cotações definidas semanalmente em bolsa".
"O sucesso desta plataforma comercial só poderá ser alcançado através de uma actuação concertada entre os produtores e de um elevado sentido de compromisso para com este projecto conjunto. Só assim será possível elevar o patamar de qualidade da nossa produção e ganhar poder negocial", sublinha a Direcção da ACOS em comunicado, acrescentando: "Além do cumprimento das exigentes normas sanitárias, o processo implica algumas melhorias técnicas na produção dos animais de forma a alcançar um padrão de qualidade e homogeneidade da carne de borrego".
O protocolo de colaboração entre a ACOS e a OVIPOR terá um período experimental de um ano, após o qual será avaliado e, se necessário, melhorado.
A ACOS pretende ainda, mas a médio prazo, avançar com a criação de uma unidade de concentração e acabamento de borregos em território nacional e alargar o projecto à comercialização de outras espécies animais, nomeadamente a caprinos, bovinos e suínos.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
17h24 - quinta, 18/01/2018
Neves-Corvo: Construções do projecto de expansão do zinco adiadas
A Somincor decidiu adiar as construções do projecto de expansão do zinco (ZEP) à superfície em Neves-Corvo até que se verifique "a estabilidade total da operação" na mina situada no concelho de Castro Verde, adiantou ao "CA" fonte oficial da empresa.
07h00 - terça, 16/01/2018
Trabalhadores da Somincor esperam nova proposta
Os trabalhadores da Somincor vão esperar que a administração da empresa apresente uma nova proposta para fazer face às suas reivindicações até ao próximo dia 29 de Janeiro.
00h00 - segunda, 15/01/2018
Crise em 26,8% das
farmácias de Beja
Um total de 26,8% das farmácias do distrito de Beja encontram-se em situação de penhora e insolvência, adianta ao "CA" fonte oficial da Associação Nacional de Farmácias (ANF).
00h00 - domingo, 14/01/2018
EMAS Beja com mudanças na estrutura
O conselho de administração da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja, presidido por Luís Miranda, aprovou esta semana alterações à macro-estrutura da instituição.
00h00 - sexta, 12/01/2018
EMAS Beja com situação financeira delicada
Logo após entrar em funções, a nova administração da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja teve de liquidar um empréstimo de curto-prazo no valor de 200 mil euros.

Data: 12/01/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial