00h00 - segunda, 13/03/2017

PCP questiona sobre
IP2 em Entradas

PCP questiona sobre IP2 em Entradas

O deputado do PCP eleito por Beja questionou o ministro do Planeamento e das Infra-estruturas sobre as alterações à circulação introduzidas no IP2, junto à vila de Entradas (Castro Verde).
Na pergunta destinada a Pedro Marques apresentada na Assembleia da República, João Ramos recorda que a fase final da intervenção no IP2 "está a trazer problemas à mobilidade e à actividade económica naquele concelho".
O deputado comunista sustenta que em causa está o facto de terem sido encerrados os acessos do IP2 para caminhos agrícolas sem que tenham sido concluídas as vias alternativas, "o que coloca sérias complicações à actividade agrícola e à circulação da maquinaria agrícola, bem como uma limitação à acção da segurança e protecção civil".
Além do mais, continua João Ramos, um dos dois cruzamentos de acesso à localidade foi encerrado, "com claro prejuízo para a actividade económica, nomeadamente o posto de combustíveis que existe junto ao cruzamento encerrado".
"É possível encontrar soluções técnicas para permitir o acesso em ambos os sentidos, como acontece, também no IP2, no cruzamento de Cuba e também no cruzamento sul de Entradas", defende o parlamentar do PCP, para quem estas limitações "colocam sérias limitações à articulação e fruição do território".
João Ramos afirma ainda não ser "admissível ter um IP 'intermitente' em função das opções da Infra-estruturas de Portugal e da concessionária".
Por tudo isto, o deputado comunista pretende saber se o Ministério do Planeamento e das Infra-estruturas "conhece os problemas descritos" e que intervenção terá para "impedir que a concessionária encerre os acessos às explorações agrícolas sem que as vias alternativas estejam concluídas".
João Ramos questiona também sobre "o que fará o Ministério para obrigar a concessionária a ter vias alternativas, que o sejam verdadeiramente e em condições" e "por que razão não tem o cruzamento norte de Entradas acessos de ambos os sentidos, tendo em conta que tecnicamente isso é possível".
Entretanto, uma delegação do Partido Ecologista "Os Verdes" reúne esta segunda-feira, 13, pelas 14h30, em Entradas, com a Comissão de Acompanhamento das Obras de Requalificação do IP2 no Concelho de Castro Verde.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 18/08/2017
Adega da Vidigueira
inaugura nova obra
A Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito (ACV) inaugura esta sexta-feira, 18, a obra do seu novo Centro de Análise e Pesagem (CAP), estrutura que já servirá para a recepção de uvas na vindima deste ano.
00h00 - segunda, 14/08/2017
Alentejo com mais 5,7%
de novas empresas em 2017
Nos primeiros seis meses de 2017 foram criadas mais 5,7% de novas empresas na região do Alentejo em comparação com o mesmo período do ano anterior.
00h00 - terça, 08/08/2017
Produção de cereais não
diminui no Campo Branco
A produção de cerais de Outono/Inverno na zona do Campo Branco, que abrange os concelhos de Castro Verde, Almodôvar, Ourique e parte de Aljustrel e Mértola, deve aumentar em 2017.
00h00 - segunda, 07/08/2017
Câmara de Almodôvar também
recebe Derrama da Somincor
Depois de muitos anos de reivindicação, a Câmara de Almodôvar vai receber este ano parte da Derrama correspondente aos impostos pagos pela Somincor, que explora as minas de Neves-Corvo, em 2016.
00h00 - domingo, 06/08/2017
Adega da Vidigueira
conclui investimento
A Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito (ACV) tem praticamente concluída a obra do seu novo Centro de Análise e Pesagem (CAP), estrutura que já servirá para a recepção de uvas na vindima deste ano.

Data: 04/08/2017
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial