09h00 - terça, 26/01/2016

FC Castrense muda de treinador:
Luís Coelho rende Carlos Machado

FC Castrense muda de treinador: Luís Coelho rende Carlos Machado

Luís Coelho, que orientava os algarvios do Quarteirense, deverá ser o novo treinador do FC Castrense, rendendo no cargo Carlos Machado, que estava no clube desde a passada época.
A saída de Carlos Machado do comando técnico da equipa de Castro Verde foi consumada sábado, 23, após a derrota em Reguengos de Monsaraz, em jogo da última jornada da Série H do Campeonato de Portugal/Prio.
Para o seu lugar a direcção do FC Castrense terá optado, segundo adianta a Rádio Castrense, por Luís Coelho, técnico de 46 anos que vinha a trabalhar com o Quarteirense, actual quarto classificado no campeonato distrital da 1ª divisão do Algarve.
No seu currículo, o novo treinador do Castrense conta também passagens por Almansilense, Lagoa, Messinense, Silves e Armacenenses.
Recorde-se que o FC Castrense vai disputar a fase de manutenção na Série H do campeonato nacional, começando na penúltima posição, com 10 pontos.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
17h24 - quinta, 18/01/2018
Neves-Corvo: Construções do projecto de expansão do zinco adiadas
A Somincor decidiu adiar as construções do projecto de expansão do zinco (ZEP) à superfície em Neves-Corvo até que se verifique "a estabilidade total da operação" na mina situada no concelho de Castro Verde, adiantou ao "CA" fonte oficial da empresa.
07h00 - terça, 16/01/2018
Trabalhadores da Somincor esperam nova proposta
Os trabalhadores da Somincor vão esperar que a administração da empresa apresente uma nova proposta para fazer face às suas reivindicações até ao próximo dia 29 de Janeiro.
00h00 - segunda, 15/01/2018
Crise em 26,8% das
farmácias de Beja
Um total de 26,8% das farmácias do distrito de Beja encontram-se em situação de penhora e insolvência, adianta ao "CA" fonte oficial da Associação Nacional de Farmácias (ANF).
00h00 - domingo, 14/01/2018
EMAS Beja com mudanças na estrutura
O conselho de administração da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja, presidido por Luís Miranda, aprovou esta semana alterações à macro-estrutura da instituição.
00h00 - sexta, 12/01/2018
EMAS Beja com situação financeira delicada
Logo após entrar em funções, a nova administração da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja teve de liquidar um empréstimo de curto-prazo no valor de 200 mil euros.

Data: 12/01/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial