00h00 - sexta, 22/01/2016

FC São Marcos vive
"época desgraçada"

FC São Marcos vive "época desgraçada"

A equipa do FC São Marcos entrou "atrasada" em 2015-2016 e o resultado está à vista: 14 jornadas e nem um ponto para amostra, o que o presidente não consegue justificar.
"Nunca imaginei uma coisa destas… É a nossa pior época de sempre! Nunca passámos uma primeira volta sem fazer pontos. Fazíamos poucos às vezes, mas sempre fazíamos alguns. Agora este ano não sei o que se passa. Para mim temos muito melhor equipa que o ano passado, mas as coisas não saem", afirma ao "CA" Manuel Batista.
Triste com tudo o que tem sucedido à equipa, o dirigente admite que não se trata apenas de uma questão de sorte… ou da falta dela.
"As coisas quando têm de acontecer, acontecem. E quando saem mal uma vez, não saem só uma – saem mais. E este ano tem sido uma desgraça completa", argumenta.
Manuel Batista justifica ainda a péssima prestação do FC São Marcos no "Distritalão" com o facto de a equipa ter apanhado o "comboio em movimento", após ter aceitado a vaga que era do "desistente" Sp. Cuba.
"Estávamos destinados à 2ª divisão e quando começámos a preparar a época para a 1ª divisão foi já fora do controlo. E depois dificilmente temos muita malta nos treinos… Temos sete ou oito jogadores do Algarve que são mais-valias, mas que não treinam em conjunto e a equipa não tem funcionado", observa.
Aliás, o presidente do FC São Marcos lembra que no seio da direcção foi a única voz que se opôs a que o clube verde-e-branco continuasse na 1ª divisão distrital esta temporada, depois de ter sido despromovido no final de 2014-2015.
"Isso não fazia parte dos meus horizontes, mas acharam que seria melhor e fomos para a 1ª divisão! Mas alertei para o plantel que tínhamos e para as equipas que iríamos ter pela frente. É que das equipas da nossa bitola nenhuma aceitou, todas ficaram fora", lembra Manuel Batista.
"Avisei que não ia ser fácil, pois era um campeonato com equipas muito equilibradas e nós começámos tarde. Algum jogador melhor já estava noutras equipas e depois temos a dificuldade de termos um campo pelado. Porque se tivéssemos um relvado sintético era muito mais fácil arranjar jogadores! Agora assim é complicado", acrescenta.
Apesar de todas estas dificuldades, continua a haver esperança em São Marcos da Atabueira.
E depois de um 2015 para esquecer, o presidente crê que melhores dias virão já em 2016.
"Reforçámos o plantel e penso que daqui para a frente vamos melhorar. Pior que isto é impossível", diz Manuel Batista, traçando um objectivo concreto: não ficar em último. "Só temos de pensar em pontuar e mais nada. Ganhar os nossos jogos – pelo menos alguns – e esperar que os nossos adversários vão perdendo. Porque até aqui trabalhámos, trabalhámos, trabalhámos e não fizemos nada!"


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
00h00 - sexta, 19/01/2018
Melhores ciclistas do
mundo em Almodôvar
As seis melhores equipas de ciclismo do mundo da actualidade vão passar pelo concelho de Almodôvar no próximo mês de Fevereiro, durante a 44ª edição da Volta ao Algarve em Bicicleta.
07h00 - quinta, 18/01/2018
Pombos de Beja
na exposição nacional
Um total de 39 pombos vão representar o distrito de Beja a partir desta quinta-feira, 18 de Janeiro, na 45ª edição da Exposição Nacional de Columbofilia, que neste ano se realiza na cidade algarvia de Tavira.
17h28 - domingo, 14/01/2018
Castrense regressa às
vitórias no campeonato
Quase três meses depois, a equipa do FC Castrense regressou aos triunfos na Série E do Campeonato de Portugal/ Prio.
00h00 - domingo, 14/01/2018
Castrense e Moura
iniciam segunda volta
FC Castrense e Moura AC iniciam neste domingo, 14 de Janeiro, a segunda volta da Série E do Campeonato de Portugal/ Prio, onde ambas as equipas lutam pela manutenção.
00h00 - sexta, 12/01/2018
Castrense garante
três novos avançados
O FC Castrense garantiu três reforços para a frente do ataque, no sentido de ter outro "poder de fogo" para atacar a segunda volta da Série E do Campeonato de Portugal.

Data: 12/01/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial